Festival londrino exibe filmes do Brasil inspirados na literatura

Beto Brant abre o evento 'Cinema do Brasil, a Literatura nos Filmes' com a projeção do longa 'Crime Delicado'

EFE

07 Outubro 2005 | 13h18

Com a projeção do longa Crime Delicado, de Beto Brant, começa em Londres o festival Cinema do Brasil, a Literatura nos Filmes, que exibirá até 11 de outubro títulos brasileiros inéditos no Reino Unido. Com obras que datam de 1960 até agora, a mostra pretende "destacar a conexão entre a literatura e o cinema brasileiro", uma relação que começou há 75 anos e que "vai muito além dos filmes de conflito político e social", afirmou a crítica de cinema Lúcia Nagib na inauguração do festival, na noite de quinta-feira, 4.   Por este motivo, todos os filmes selecionados para o festival, organizado pelo Barbican Centre de Londres, são baseados em romances e poesias da literatura brasileira. Além do aplaudido Crime Delicado, serão exibidos Fica Comigo Esta Noite e A Máquina, ambos do diretor João Falcão, e Raízes do Brasil, do pai do Cinema Novo brasileiro, Nelson Pereira dos Santos, considerado o maior símbolo da sétima arte no Brasil na década de 1960.   Os fãs do cinema brasileiro terão a oportunidade de comentar os filmes com os dois diretores, que estarão presentes esta noite em um debate após a exibição.   Organizado em colaboração com a Embaixada do Brasil no Reino Unido, o festival traz filmes nunca vistos nos cinemas britânicos, como Cão sem Dono, também de Beto Brant, O Xangô de Baker Street, dirigida por Miguel Faria Jr., e Batismo de Sangue, de Helvécio Ratton.   O diretor Flávio Tambellini apresentará o longa O Passageiro - Segredos de Adulto, e o festival será encerrado com Dona Flor e seus Dois Maridos, projeção que contará com a presença do diretor do filme, Bruno Barreto, e do ator José Wilker.   Um ano depois de o Barbican Centre lembrar a grande revolução cultural trazida pela Tropicália, Londres volta a estreitar laços com o Brasil.   Promovido pela brasileira Adriana Rouanet, o festival exibirá ainda Macunaíma, Lavoura Arcaica, Deus é Brasileiro, A Hora da Estrela, Memórias Póstumas, Achados e Perdidos, Os Inconfidentes e Olga.

Mais conteúdo sobre:
Festival de cinema Londres literatura

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.