Festival do Minuto revela histórias do Milênio

Em sua 8ª edição, o Festival Internacional do Minuto volta com maior visibilidade, mais concorrentes e um tema: Memória do Milênio - o Milênio Tem Milhões de Histórias, Conte Uma. Depois de ter sido suspenso em 1999 por falta de verba, duas fontes diferentes de patrocínio garantiram o festival desse ano. A Direct TV transmitirá, pela primeira vez, todos os filmes concorrentes na categoria vídeo e também as cerimônias de abertura e encerramento do festival (dias 9 e 17 de outubro, respectivamente). Quanto ao concurso para Internet, uma categoria que estréia esse ano - os vídeos em Real Video e Flash - estarão disponíveis no site oficial do evento. Todos vídeos também serão exibidos no Centro Cultural de São Paulo e no Museu da Imagem e do Som, locais oficiais do evento. A Mostra ainda se estende ao CineSesc de SP, ao Sesc Tijuca, no Rio de Janeiro, e outras unidades do Sesc e Centros Culturais de mais 10 estados brasileiros.O festival, que acontece desde 91, já tem sua tradição no calendário oficial de mostras paulistas. "O que procuramos é movimentar a capacidade de síntese de profissionais e amadores, e exibi-los todos numa mostra só, sem distinção", diz o criador do festival, o diretor Marcelo Masagão. "O interessante é que, por todos esses anos, os realizadores se deram conta de que histórias de ficção são quase impossíveis de serem feitas em 60 segundos. O que vale a pena apresentar nesse tempo são micro-documentários, pichação, hai-kai, panfletagem e abstratismo", completa.Foram selecionados 43 trabalhos, entre 600 inscritos do mundo todo. O curta-metragista ganhador do Sundance Festival e de Locarno, Jay Rosenblatt, é um dos destaques, apresentando seu trabalho mais recente, Restricted. O brasileiro Lucas Bambozzi mandou da Inglaterra, onde mora, diversos trabalhos, sendo que quatro foram selecionados para a competição. O documentarista carioca Bernardo Palmeiro apresenta em Para Entrar na História, com participação de André Abujamra, um inusitado encontro de Elvis Presley com Getúlio Vargas. Reforçando o conceito de que qualquer um podem participar, três senhoras de Cotia, do grupo Zoom Sisters, tiveram dois vídeos selecionados: Navigare Necesse Est, sobre o descobrimento da América, e A História Imita a Arte ou a Arte a História?, sobre o amor e suas diferentes formas por várias épocas.Entre os jurados deste ano estão os escritores Fernando Bonassi e José RobertoTorero, o diretor da RioFilme, José Carlos Avellar, os cineastas Luiz Villaça e Beto Brant, e Tesse Joosse, diretora do Festival do Minuto da Holanda. Além da mostra competitiva e dos vídeos para Internet, o Festival Internacional do Minuto 2000 estará também fazendo retrospectivas de festivais anteriores e mostrando vídeos concorrentes na versão holandesa do festival.

Agencia Estado,

07 de outubro de 2000 | 23h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.