Festival de Turim vai homenagear Bressane

O festival de cinema de Turim, na Itália, anunciou que sua 20.ª edição, em novembro, apresentará uma retrospectiva do cineasta brasileiro Júlio Bressane. O anúncio foi feito nesta quarta-feira.A mostra de Turim é a mais importante da Itália dedicada ao cinema independente mundial e este ano terá sede num Multiplex de 11 salas com capacidade total para 2.500 espectadores.Os organizadores prometem exibir "boa parte" dos 35 filmes de Bressane, que deverá estar presente ao festival. A maioria desses filmes é inédita mesmo nos cinemas brasileiros. Bressane, de 56 anos, que estreou na direção em meados dos anos 60, só passou a ter acesso ao circuito exibidor a partir dos anos 80. Nos últimos anos sua obra, considerada de vanguarda e de pouco apelo de bilheteria, começou a chamar a atenção da crítica européia.Bressane, que está em cartaz no Brasil com Dias de Nietzsche em Turim, teve o nome associado ao chamado Cinema Marginal, de oposição ao Cinema Novo, com os longas Matou a Família e Foi ao Cinema (1967) e O Anjo Nasceu (1969).O festival de Turim homenageará também o diretor e roteirista americano John Milius, autor, entre outros, do enredo de Apocalypse Now.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.