REUTERS
REUTERS

Festival de Tribeca terá participação de George Lucas, Christopher Nolan e Gus Van Sant

Diretores debaterão suas obras no festival

EFE

17 Março 2015 | 09h59

  

O Festival de Cinema de Tribeca anunciou hoje que o ponto forte de sua programação - as conversas de artistas com o público - contará com George Lucas, Christopher Nolan e Gus Van Sant, assim como a cantora Courtney Love, que falará do novo documentário de Kurt Cobain. Lucas abrirá em 17/4 a roda de conversas com diretores em uma fala com o apresentador de televisão Stephen Colbert sobre sua longa carreira como cineasta e sua experiência ao dirigir a famosa saga Star Wars, além de sua participação em Indiana Jones.

As conversas a dois seguirão com Christopher Nolan (Interestelar), que debaterá com o também diretor Bennet Miller (Foxcatcher) sobre sua capacidade para criar mundos paralelos, algo que também fez em A Origem e O Cavaleiro das Trevas


A parte de debates após sessões será protagonizada por diretores como Gus Van Sant, que conversará com os assistentes depois da reprodução de Gênio Indomável, e a atriz Amy Schumer, que falará do programa de TV Inside Amy Schumer. Outra aposta forte dessa categoria do festival será a presença da cantora Courtney Love, que após a estreia do documentário Kurt Cobain: Montage of Heck, no dia 19/4, falará com o diretor, Brett Morgen, sobre a figura controversa do líder da banda Nirvana.Além disso, o Festival de Cinema de Tribeca contará com a participação de Cary Fukunaga (True Detective, Jane Eyre), Brad Bird  (Ratatouille) e o poderoso produtor Harvey Weinstein. 

Criado por Robert De Niro para revitalizar o baixo Manhattan após os atentados de 11 de setembro, o Festival de Tribeca se consolidou nos últimos anos como um dos eventos de destaque de cinema nos EUA.A edição deste ano do festival será realizada entre 15 e 26 de abril e terá estreias de filmes com vários rostos conhecidos de Hollywood como James Franco, Richard Gere e Dakota Fanning, assim como uma homenagem ao grupo de comédia britânico Monty Python.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.