Festival de Toronto terá estréia mundial de Scorsese

A 30.ª edição do Festival Internacional de Cinema de Toronto, que acontecerá entre 8 e 17 de setembro, terá estréias mundiais de Guy Ritchie e Martin Scorsese, anunciaram nesta terça-feira os organizadores. No total, serão apresentados 335 filmes de 52 países, sendo que 109 serão projetados pela primeira vez, comentaram. "Uma quantidade cada vez maior de cineastas prefere mostrar seus filmes pela primeira vez aqui", destacou Noah Cowan, um dos diretores do evento. "Nós nos sentimos honrados", acrescentou. Durante esse festival, os executivos da indústria vêem e compram os filmes, ou seja, escolhem o que irá para os cinemas durante o resto do ano. "Percorremos o mundo para encontrar o melhor", afirmou Pierce Handling, um dos diretores do festival, que este ano privilegia as produções chinesas, iranianas e argentinas. Entre as estréias mundiais, está Revolver, do britânico Guy Ritchie, que trata do universo do crime organizado. O diretor Martin Scorsese também optou por Toronto para apresentar pela primeira vez seu tão esperado documentário No Direction Home: Bob Dylan, sobre a vida do legendário cantor. Também serão apresentadas pela primeira vez as produções do francês François Ozon Le Temps Qui Reste e do cineasta holandês Theo Van Gogh, assassinado no dia 2 de novembro de 2004, 06/05: The Sixth of May. As obras mais recentes de Lars Von Trier, Amos Gitaï, Emir Kusturica e Steven Soderbergh também serão divulgadas em Toronto. Nos próximos dias, as ruas da cidade canadense devem ser tomadas por grandes artistas, entre eles os diretores Jean-Pierre e Luc Dardenne, ganhadores da Palma de Ouro da última edição do Festival de Cannes. Tim Burton, David Cronenberg, assim como os atores Kevin Bacon, Isabella Rossellini e Natalie Portman também devem comparecer ao festival.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.