Festival de Locarno anuncia programação

Tudo indica que será uma das melhores edições do Festival Internacional de Locarno, considerado o quarto no ranking mundial, de 1º a 11 de agosto. O Brasil não tem filme na competição tradicional, mas concorre na categoria vídeo, que terá prêmio equivalente ao das produções em celulóide. O vídeo é 33, de Kiko Goifman.Outra produção brasileira presente é Rocha que Voa, de Eryk Rocha, filho de Glauber Rocha, sobre os dois anos vividos pelo cineasta baiano em Cuba. Uma homenagem do filho ao pai, com pesquisa sobre os manifestos políticos de Glauber Rocha, mostrando amigos e conhecimentos da época do exílio. O filme foi escolhido para a mostra paralela Semana da Crítica.De acordo com a diretora italiana do festival, Irene Bignardi,entre os 900 filmes que viu, havia outros brasileiros, mas "seus formatos não casavam com as exigências deste ano do Festival".Locarno, que pela primeira vez, terá uma sala coberta para o caso de noites com chuva, quando será impossível utilizar o telão de 300 metros quadrados da Piazza Grande, dará um prêmio ao produtor independente português Paulo Branco e promoverá um debate com escritores cujos livros já foram transformados em filmes, entre eles o italiano Antonio Tabucchi, que teve seu livro sobre Fernando Pessoa transformado em filme pelo suíço Alain Tanner.Haverá ainda um Leopardo de Ouro, o troféu de Locarno, para o cineasta americano Sydney Pollack, e o Dia Afegão, com dez filmes afegãos salvos da ira dos talebans, mostrados pela primeira vez.A estréia mundial do filme de Oliver Parker The Importance of Being Earnest, adaptação de A Importância de Ser Prudente, de Oscar Wilde, marcará a abertura do Festival, na projeção ao ar livre na Piazza Grande. Nessa mesma praça, serão projetados 17 filmes nas dez noites do Festival, entre eles uma versão restaurada da O Incrível Exército de Brancaleone, de Mario Monicelli.O festival contará com estréias mundiais ou internacionais de filmes de dez países. Haverá 22 filmes na competição, entre eles um filme de Gus van Sant, com Matt Damon, e um thriller americano de Mark Romanek, com Robin Williams. A Argentina está na competição com o filme Tan de Repente, de Diego Lerman. Há ainda um filme chinês, sobre a situação dos intelectuais, Os Poetas das Galinhas, de Meng Jinghui e um filme iraniano, de Rasul Sard-Ameli. O Festival promoverá também o chamado Verão Indiano, com uma seleção de filmes indianos e a presença de seus diretores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.