Festival de Curtas comemora 20 anos com 400 filmes

Produções latino-americanas e europeias serão exibidas gratuitamente em 11 salas

Alex Xavier, do Estado de S. Paulo,

21 de agosto de 2009 | 10h10

Cena de 'Timing', que estará em exibição na 20ª edião do Festval. Foto: Divulgação

 

SÃO PAULO - Em 1989, quando surgiu o Festival de Curtas-Metragens de São Paulo, o mundo assistia à queda do Muro de Berlim. Após vinte anos, o evento celebra sua longevidade lembrando aquele momento histórico e apontando para todos os lados. São cerca de 400 títulos em seleções competitivas e uma infinidade de painéis especiais. Tudo grátis, em 11 salas.

 

Veja também:

linkProgramação completa do 20º Festival de Curtas-Metragens de São Paulo

 

Na mostra internacional, estão filmes premiados como a animação irlandesa ‘Por Favor, Diga Alguma Coisa’ (Urso de Ouro em Berlim) e o português ‘Arena’ (Palma de Ouro em Cannes). Também deve atrair atenção o francês ‘Caminhar’ (1.), no qual a veterana Miou-Miou foi dirigida pela filha Jeanne Herry. Na competição latino-americana, veja o argentino ‘Túneis do Rio’, o paraguaio ‘Homem do Norte’, o peruano ‘Rebeca’ e a animação mexicana ‘Jaulas’ (2.). Os brasileiros têm 151 filmes, alguns rodados em festivais. ‘Timing’ (3.), por exemplo, venceu em Paulínia. Famosos prestigiam o formato, como em ‘Vida Vertiginosa’ (Ney Latorraca), ‘Depois de Tudo’ (Ney Matogrosso) e ‘Doceamargo’ (Deborah Falabella).

 

Fora de competição, tem mais. Os alemães criaram um pacote só para o Muro de Berlim e outro para sua nova safra de diretores. Uma seleção saiu da Semana da Crítica de Cannes. Há raridades de cineastas chilenos, produções voltadas para o cinema fantástico e até uma série sobre torcidas de futebol.

 

A organização reservou um painel sobre musicais, como o norte-americano ‘West Bank Story’ (4.), vencedor do Oscar em 2007. E a revista francesa ‘Bref’, especializada em curtas, enviou sua compilação. Há ainda portfólios de premiações tradicionais, como o sueco Uppsala, o espanhol La Boca Del Lobo, o Frances Signes de Nuit e o brasileiro Festival do Minuto.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemacurta-metragemfestival

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.