Kennedy Brown/EFE
Kennedy Brown/EFE

Festival de Cinema de Tóquio começa com glamour de Catherine Deneuve

Com o glamour de estrelas como a diva francesa Catherine Deneuve e uma estética que vadava saltos entre a tradição e a modernidade, começou neste sábado o 23º Festival de Cinema de Tóquio, onde o filme argentina "O olhar invisível", de Diego Lerman, concorre ao Grande Prêmio Sakura.

EFE

23 de outubro de 2010 | 18h10

Ao todo, 15 filmes competem na seção oficial presidida por Neil Jordan, vencedor do Oscar em 1992 com o melhor roteiro original por "Traídos pelo desejo".

Aos 67 anos recém-completados e vestindo um longo preto, Catherine Deneuve foi uma das últimas a desfilar pelo tapete, que assim como as gravatas e laços usados por grande parte dos convidados, é da cor verde, um símbolo a favor da ecologia.

Deneuve é a protagoniza "Potiche", do francês François Ozon e que será mostrado nas "Exibições especiais" do festival que encerra no domingo, com mais de cem filmes exibidos.

Mais conteúdo sobre:
CinemaCatherine Deneuve

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.