Festival de Berlim dá a largada, com 'Tropa de Elite' na disputa

Filme de José Padilha concorre ao prêmio máximo do festival de cinema alemão

Efe,

08 Fevereiro 2006 | 16h02

O filme Tropa de Elite, do diretor José Padilha, está concorrendo ao Urso de Ouro, o prêmio máximo do Festival de Cinema de Berlim, que conta com outros representantes da América Latina. O Festival de Cinema de Berlim será aberto nesta quinta, 7, com Shine a Light, documentário de Martin Scorsese sobre os Rolling Stones.   Lista completa dos filmes que estão na mostra competitiva do Festival de Berlim   Comenta-se que o próprio Mick Jagger, líder dos Stones, poderá participar da festa de abertura da Berlinale 2008. Outra estrela da música pop pode aparecer no tapete vermelho, Madonna, para divulgar sua estréia na direção, com Filth and Wisdom, que passa em uma das mostras paralelas. Tropa de Elite, baseado no livro Elite da Tropa, de Luiz Eduardo Soares, retrata a atuação do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) da Polícia Militar do Rio de Janeiro.  A mostra oficial do festival inclui o curta brasileiro Dreznica, de Anna Azevedo, que não concorre ao Urso. Um dos responsáveis pelo festival, Dieter Kosslick, elogiou o documentário argentino El Café de Los Maestros, do Miguel Kohan, cuja trilha sonora foi composta por Gustavo Santaolalla, vencedor de dois Oscars por O Segredo de Brokeback Mountain (2005) e Babel (2006). El Café de Los Maestros foi co-produzido pelo cineasta Walter Salles, ganhador do Urso de Ouro de 1998 por Central do Brasil. Na mesma seção, também serão exibidos a produção conjunta entre Brasil, França e Uruguai Maré, Nossa História de Amor, de Lúcia Murat, e Tá, do brasileiro Felipe Sholl. A seção Generation, dedicada ao cinema infanto-juvenil, incluirá três títulos brasileiros: Mutum, de Sandra Kogut; Cidade dos Homens, de Paulo Morelli; e Café com Leite, de Daniel Ribeiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.