Festival de Berlim anuncia retrospectiva Fritz Lang

O cineasta austríaco Fritz Lang será homenageado na 51ª edição do Festival de Cinema de Berlim, que ocorre de 7 a 18 de fevereiro de 2001. Morto em 1976, o diretor iniciou sua carreira em Berlim, filmou na Europa, e posteriormente nos Estados Unidos. A homenagem, uma retrospectiva histórica do trabalho de Lang, concebida e organizada pela Filmmuseum Berlin - Deutsche Kinemathek, contempla todos os filmes realizados pelo austríaco.Com apoio de arquivos internacionais, os organizadores do evento puderam recuperar e reconstruir alguns dos trabalhos de Lang. Durante o processo de preparação da retrospectiva, algumas preciosidades foram descobertas, incluindo negativos originais de sua fase alemã. Para o diretor do Festival, Moritz de Haldeln, a retrospectiva é uma fabulosa conquista, que contribui, e muito, para o resgate da história do cinema. Ele completa: "Um trabalho que honra um diretor cuja trajetória de sucesso iniciou-se em Berlim". Entre todas as atrações, a exibição do clássico Metropolis é o destaque. O filme, cujas imagens foram recuperadas especialmente para o evento, ganhou nova trilha sonora. A ZDF/Arte patrocinou a realização dos novos arranjos realizados pelo compositor e difusor de música eletrônica, Bernd Schultheis. A Orquestra Sinfônica de Berlim, conduzida por Frank Strobel, irá apresentar a nova música durante o festival. Fritz Lang nasceu em Vienna em 1890 e morreu em Los Angeles, no ano de 1976. Durante o período entre guerras, dirigiu seus primeiros grandes filmes, nos quais prevaleciam discussões políticas e sociais. Em 1933, fugiu do regime nazista que começava a se estabelecer na Alemanha. Em 1934, após uma pequena passagem pela França, seguiu para os EUA. Com o fim da 2ª Guerra Mundial passou a produzir tanto em Hollywood quanto na Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.