Divulgação
Divulgação

Festival de Berlim anuncia mais cinco atrações

Evento que terá os Coen na abertura aposta em estreantes como o diretor de teatro Michael Grandage, de 'Genius'

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

11 de dezembro de 2015 | 21h55

Berlim já vinha anunciando em conta-gotas suas atrações para o festival que, em 2016, vai ocorrer de 11 a 21 de fevereiro. Será a 66ª edição da Berlinale. Meryl Streep vai presidir o júri, o diretor de fotografia Michael Baulhaus receberá o Urso de Ouro de carreira e Hail, Caesar, dos irmãos Coen, com George Clooney, Josh Brolin, Chaninng Tatum, Tilda Swinton, Scarlett Johansson, Frances McDormand e Ralph Fiennes, será o filme de abertura. “É maravilhoso que Joel e Ethan Coen estejam vindo de novo abrir nosso festival”, declarou num comunicado o diretor da Berlinale, Dieter Kosslick. “Seu humor, os personagens bizarros e as narrativas fantásticas prometem, mais uma vez, eletrizar nossa audiência.”

Isso tudo já se sabia e, se apenas metade do elenco de astros e estrelas de Ave, César confirmar presença, o sucesso midiático do evento estará assegurado. Ontem, a Berlinale avançou mais um pouco e, de acordo com a agência EFE, anunciou os cinco primeiros filmes da competição. São produções do Canadá, da França, Alemanha, Inglaterra e dos EUA. Ao contrário da seleção de Cannes, que aposta preferencialmente em nomes já consagrados na própria Croisette, a Berlinale garimpa novos talentos, em busca de descobertas. É assim que o filme talvez mais comentado entre os cinco é Genius, que assinala a estreia do diretor inglês de teatro Michael Grandage. O filme aborda a relação entre o escritor Thomas Wolfe e o editor Max Perkins, levantando a questão sobre quem é o gênio da dupla. O elenco não é menos brilhante que o dos Coen – Colin Firth, Jude Law, Nicole Kidman, Laura Linney, Guy Pearce e Dominic West.

Ator de Patrice Chéreau, Vincent Perez, que fazia o amante da Rainha Margot, dirige Alone in Berlin/Sozinho em Berlim, produção franco-inglesa com Daniel Bruhl, Emma Thompson e Brendan Gleeson. O canadense Denis Coté vai concorrer ao Urso de Ouro com Boris sans Beatrice, com Denis Lavant. Os norte-americanos da competição – os dois primeiros – são Midnight Special, de Jeff Nichols, com Michael Shannon, Joel Edgerton, Kirsten Dunst, Adam Driver e Sam Shepard, e o documentário Zero Days, de Alex Gibney. O festival anuncia uma seção – Berlinale Special – para exibir obras atuais de cineastas contemporâneos, sejam documentários ou formatos considerados ‘únicos’ (experimentais). Os três primeiros são documentários, um inglês, The Seasons in Quincy: Four Portraits of John Berger, e dois dos EUA, The Music of Strangers: Yo-Yo Ma and the Silk Road Ensemble e Where To Invade Next.

Tudo o que sabemos sobre:
Cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.