Festival começa recheado de celebridades

O começo do festival, em Gramado, costuma ser fraco em celebridades. Mas desta vez elas subiram a serra mais cedo. Nem poderia ser diferente, já que a edição deste ano é compacta, de apenas seis dias. Na segunda-feira, em frente ao Palácio dos Festivais, causaram frisson Betty Faria, Paulo José (o homenageado desta edição), Juan Alba, ator que fez sucesso na novela Terra Nostra no papel de um cocheiro, Hugo Carvana, Otávio Augusto e Denise Weinberg. Aliás, uma das tradições do Festival de Gramado, e certamente a mais ridícula delas, é o assédio dos adolescentes a personalidades na entrada do cinema. Os gritinhos teens são ouvidos a quarteirões de distância e a organização do evento montou uma arquibancada dupla, com o tradicional tapete vermelho no meio, para que a moçada possa ulular para os seus ídolos com mais conforto. A televisão faz a parte dela, contribuindo, com a presença das câmeras, para as demonstrações explícitas de histeria forçada. É o lado circense do cinema.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.