Fernanda Montenegro é aplaudida no Festival de Berlim

Nove horas da manhã de hoje e Fernanda Montenegro já estava maquiada no Hotel Esplanade, aqui em Berlim, para mais um dia de intenso trabalho. Fernanda é uma estrela na Berlinale, desde que ganhou o prêmio de melhor atriz por Central do Brasil, de Walter Salles (e o filme ganhou o Urso de Ouro). Hoje ela vai ficar o dia inteiro dando entrevistas e, no fim da tarde, participa de um evento na embaixada do Brasil, que reúne todos os artistas presentes em Berlim para um bate-papo.Fernanda foi aplaudida de pé pelo público do Zoo Palast, após a exibição de Casa de Areia, de Andrucha Waddington, na mostra Panorama. Foi a sessão oficial de Casa de Areia, filme muito aplaudido. Mas houve aquele aplauso que foi especial para a atriz. Para as atrizes, já que Fernanda Montenegro subiu ao palco com sua filha e colega de elenco, Fernanda Torres. Ela disse que interpretar várias personagens, como Fernandinha e ela fazem, não é difícil. O importante é o olho do diretor. Fernanda se definiu como uma privilegiada. Alternando inglês e português, disse "God loves me", Deus me ama. "God loves my daughter", Deus ama minha filha, Fernanda Torres. "God loves my son in law", Deus ama meu genro, o diretor Andrucha Waddington.Foi a terceira exibição do filme em grandes festivais. Em Toronto, no ano passado, a recepção foi parecida com a Berlim, com aplausos calorosos e muita gente vindo comentar, após a exibição, numa sala imensa. No Sundance, em janeiro, a sala era menor, porque a ênfase do festival é para a produção americana, mas o público também foi muito receptivo. Fernanda, os encontros, as comprasComo é o cotidiano de uma estrela brasileira na Berlinale? ?Acordo e já entro na sessão de maquiagem, me preparando para as entrevistas do dia?, explica Fernanda Montenegro. Ela quase não tem tempo de fazer o que gosta - passear, conhecer lugares novos. Tem conhecido muita gente. ?Além dos encontros com jornalistas, temos aqui encontros com muita gente que faz os bastidores do cinema. Berlim é um festival muito sério, um ponto de encontro e discussão artística, com um grau de indagação intelectual muito elevado.?E as compras? ?Consegui dar uma fugidinha e fui comprar umas botas e também passei numa livraria onde comprei dois livros.? Quais? ?Um sobre artes plásticas contemporâneas e outro sobre a Bauhaus? - Fernanda se refere ao movimento de arquitetura e design que surgiu na Alemanha, no começo do século passado. Seu interesse pode ser diversificado e abranger outros campos que não teatro e cinema, mas ela permanece ligada às artes. ?Quero ver se ainda passo por alguma galeria ou museu, mas vai ter de ser correndo, porque amanhã volto ao Brasil?, ela diz.

Agencia Estado,

15 de fevereiro de 2006 | 14h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.