Richard Tsong-Taatarii/Star Tribune via AP
Richard Tsong-Taatarii/Star Tribune via AP

FBI recupera sapatos de 'O Mágico de Oz' roubados há 13 anos

As autoridades não detalharam o que aconteceu durante todo esse tempo com os sapatos, e se limitaram a informar sobre a sua recuperação e que tinham 'vários suspeitos' na mira

AFP

04 Setembro 2018 | 20h11

São os sapatos mais fáceis de serem identificados ao redor do mundo, mas, de alguma forma, se mantiveram escondidos desde que, há 13 anos, foram roubados de um museu de Minnesota. Entretanto, nesta terça-feira, 4, os sapatos vermelhos usados por Dorothy em O Mágico de Oz voltaram ao seu lugar de origem.

Autoridades americanas anunciaram a recuperação dos famosos sapatos, um dos quatro pares usados por Judy Garland no clássico do cinema de 1939.

Os sapatos foram roubados em uma noite de 2005 do Museu Judy Garland, localizado em Grand Rapids, Minnesota, onde nasceu a já falecida atriz.

Foi oferecida uma recompensa de um milhão de dólares a quem os recuperasse, mas o culpado pelo desaparecimento e o destino dos sapatos continuam sendo um mistério.

Nesta terça, 4, as autoridades não detalharam o que aconteceu durante todo esse tempo com os sapatos, e se limitaram a informar sobre a sua recuperação e que tinham "vários suspeitos" na mira.

O Museu Nacional de História Americana da Instituição Smithsonian, em Washington, que tem outro par de sapatos de Dorothy em exibição, atestou a autenticidade do calçado.

"É incrível", disse à AFP Sue Plagemann, representante do Museu Judy Garland. "Achávamos que nunca seriam recuperados. Acreditávamos que tínhamos perdido-os para sempre".

Mais conteúdo sobre:
Judy GarlandO Mágico de Oz

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.