Reprodução
Reprodução

Famoso diretor da Alemanha comunista morre aos 101 anos

Kurt Maetzig foi co-fundador do DEFA, estúdio de cinema estatal na Alemanha Oriental

EFE

08 de agosto de 2012 | 14h58

BERLIM - O diretor alemão Kurt Maetzig, responsável por alguns dos filmes mais representativos da indústria cinematográfica da Alemanha comunista, morreu aos 101 anos, informaram nesta quarta-feira seus familiares.

Maetzig rodou filmes de drama como Casamento nas Sombras, de 1947, e O Coelhinho Sou Eu, de 1965.

Além disso, foi co-fundador do DEFA, estúdio de cinema estatal na Alemanha Oriental (RDA). Maetzig também dirigiu, durante uma década, a escola de cinema germânico-oriental.

Nascido em 25 de janeiro de 1911, em Berlim, Maetzig começou sua carreira como cinegrafista e assistente de direção na capital alemã.

Com a chegada de Adolf Hitler ao poder, em 1933, teve que abandonar a carreira provisoriamente devido à sua ascendência judia por parte de mãe e ingressou na resistência comunista.

Após o Terceiro Reich, rodou seu primeiro filme como diretor, "Casamento nas Sombras", que é centrado na história de um ator casado com uma judia. Já nos anos 60, dirigiu o filme "O Coelhinho Sou Eu", um drama baseado na história de uma jovem que não pode estudar porque seu irmão está na prisão.

Maetzig se aposentou em meados dos anos 70, embora tenha permanecido como membro da Academia de Belas Artes de Berlim até a última etapa de sua vida.

O cineasta vivia em sua casa de Mecklenburg-Vorpommern, onde morreu na companhia de sua quarta esposa.

Mais conteúdo sobre:
Kurt MaetzigDEFA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.