Fábula do Butão dá lição em Veneza

Traveller´s and Magiciens, de Khyentse Norbu, mesmo diretor de A Copa, já lançado no Brasil, concorre no mostra Contracorrente do Festival de Veneza. É exemplo de como um filme pode ser ao mesmo tempo simples e envolvente. Não passa de uma pequena fábula. Um rapaz trabalha no correio de uma aldeia nos confins do Butão e deseja emigrar para os Estados Unidos. Na viagem até uma cidade maior, via carona, encontra-se com um vendedor de maçãs, um monge budista, um velho e sua filha. Para entreter o tédio, o monge vai contando uma parábola.As duas tramas seguem paralelas - o grupo na estrada e os personagens do monge. A moral da história - se é que existe - é que a felicidade pode estar bem mais próxima do se supõe. Parece ingênuo? E é mesmo, mas encerra aquele secreto encanto das coisas singelas em tempos complicados e vem narrado com muita habilidade. Num festival que prima pela revisão histórica, sexo compulsivo e violência, chega a ser um bem-vindo refresco.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.