Fã é preso durante filmagens de Código Da Vinci

Um homem foi preso por perturbar a paz na capela Rosslyn, em Midlothian, Escócia, onde o ator Tom Hanks participa das filmagens de Código Da Vinci. As informações são de que o homem de 39 anos foi levado pela polícia local e da fronteira, depois de tentar conseguir o autógrafo do ator na capela.A capela medieval foi fechada para as filmagens das cenas com a atriz Audrey Tatou, que também estrela a produção.O filme baseado no livro de Dan Brown deve estrear no ano que vem.O número de visitantes à capela do século 15 aumentou bastante depois da publicação do romance, que sugere que a capela foi construída para guardar o segredo do Santo Graal - o cálice que Jesus Cristo teria usado na Santa Ceia.Apesar de o livro ter sido ridicularizado pela Igreja Católica e vários historiadores, ele vendeu 17 milhões de cópias em todo o mundo.Um porta-voz da Rose Line Productions, produtora do filme, descreveu a capela Rosslyn como uma construção "magnífica", que aumentaria a qualidade do filme, dirigido por Ron Howard.As informações são de que a fundação que administra a capela recebeu cerca de 100 mil libras (cerca de R$ 390 mil) de taxas de locação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.