Reprodução
Reprodução

Fã de 'Star Wars' em estado terminal tem pedido atendido para assistir a novo filme

Último pedido de Daniel Fleetwood se tornou viral nas redes sociais nas últimas semanas com a tag #ForçaParaDaniel, que recebeu o apoio dos atores do filme

Reuters

06 de novembro de 2015 | 10h36

LOS ANGELES (Reuters) - Um fã de Star Wars em estado terminal, que recebeu previsão de só mais algumas semanas de vida, teve atendido seu pedido de assistir ao novo filme da saga, O Despertar da Força, quase dois meses antes do lançamento do filme nos cinemas.

O norte-americano Daniel Fleetwood, de 31 anos e vítima de uma forma agressiva de câncer que tomou 90 por cento dos pulmões, assistiu a uma versão bruta do filme, que irá estrear em 18 de dezembro, disse sua esposa, Ashley Fleetwood, no Facebook.

"Daniel acabou de assistir a uma versão não terminada de 'Star Wars: O Despertar da Força'!!! Queríamos agradecer ao talentoso JJ Abrams por nos ligar ontem e dizer que Daniel teria seu desejo atendido", escreveu.

O último pedido de Daniel Fleetwood se tornou viral nas redes sociais nas últimas semanas com a tag #ForçaParaDaniel, que recebeu o apoio dos atores Mark Hamill (Luke Skywalker), Peter Mayhew (Chewbacca) e o novato John Boyega.

Hamill escreveu em seu Twitter na quinta-feira que estava "eufórico" que Fleetwood iria poder ver o filme.

Fleetwood e sua esposa vêm documentando a saúde dele nas redes sociais, e em setembro ele escreveu uma atualização dizendo que recebeu uma previsão de apenas um a dois meses de vida, por conta da velocidade que o câncer se espalhou.

A Disney, dona dos direitos da franquia Star Wars, informou na quinta-feira que a exibição do filme para Fleetwood ocorreu e que "todos os envolvidos estavam felizes de fazer a ação acontecer". A companhia não informou onde a exibição aconteceu, mas, por conta da saúde frágil de Fleetwood, provavelmente foi na casa dele.

Mais conteúdo sobre:
Star WarsCinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.