"Evolução" é paródia de "Caça-Fantasmas"

Ivan Reitman acertou em cheio com Os Caça-Fantasmas, nos anos 80, mas depois disso vem despencando em vários gêneros. Na comédia, parece ainda ficar (mal) à tona com filmes como Dave - Presidente por um Dia. Ele tenta fazer rir outra vez com Evolução, uma espécie de Caça-Fantasmas que passou por um banho de Homens de Preto.Em Os Caça-Fantasmas havia um grupo improvável de bravos guerreiros que enfrentavam entidades malignas ou não que queriam dominar tudo, mesmo sendo gasosas. Em Evolução, há um grupo tão improvável de aventureiros que precisa descobrir o meio de acabar com aliens aparentemente invencíveis, cujo objetivo é apenas sobreviver e, como lembra alguém, no diálogo - que tem momentos inspirados de paródia dos filmes de ficção científica dos anos 50 - quem sobrevive é apenas o mais forte. Infelizmente, Reitman aqui conta com um elenco mais fraco.Em vez de feras da comédia como Bill Murray e Dan Aykroyd, tem de se contentar com David Duchovny e Orlando Jones. Por falar nisso, Aykroyd faz um pequeno papel divertido como o governador caipira e demagogo do Arizona.Sigourney Weaver, do filme dos fantasmas, também dá um banho em Juliane Moore, que parece meio perdida numa comédia em que interpreta mais um lugar-comum (a cientista durona e desastrada) que uma personagem de personalidade própria. E há Sean William Scott, o abominável ator do inominável Cara, Cadê o Meu Carro?. Basta dizer que ele despertou esperanças quando numa das cenas iniciais um meteoro caiu na sua direção.Os aliens surgem nesse meteoro, primeiro como uma coisa viscosa, depois passam por vários estágios de evolução (ótimos efeitos), até, graças a desastrosos atos dos militares, se transformarem numa gigantesca bolha assassina.Reitman reincide com a espuma de Caça-Fantasmas, só que aqui os seus heróis usam xampu para enfrentar o inimigo. Se você torcer pelos aliens, é compreensível.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.