Eurochannel exibe 1.º grande filme de Pier Paolo Pasolini

Mamma Roma, uma prostituta que decide mudar de vida, reencontra o filho Ettore, que tinha abandonado, e passa a viver com ele. Mas, ao descobrir o passado da mãe, Ettore revolta-se, passa a roubar e envolve-se numa série de confusões. Mamma Roma (23 horas no Eurochannel) é também o primeiro grande filme do italiano Pier Paolo Pasolini. Como se não bastasse, traz uma deslumbrante Anna Magnani. Mas nem tudo foi fácil nos bastidores desse clássico. Pasolini e Anna passavam o tempo todo brigando no set do filme. Apesar das hostilidades, a dupla conseguiu uma das maiores parcerias do cinema italiano. O longa foi um marco nos anos 60 e trouxe a atriz de volta ao estrelato. Tido como um renascimento do neo-realismo, no filme, Pasolini não teve medo de transformar a grande dama do movimento, atriz de Roberto Rossellini na obra-prima Roma, Cidade Aberta, em uma prostituta cujo único objetivo é manter o filho no bom caminho, do qual ele se distancia diametralmente quando descobre o ofício da mãe. É belíssimo em sua opção pelo cinema social e persegue o tom que Pasolini já havia estabelecido em seu primeiro filme, Desajuste Social, mais conhecido com o título italiano, Accatone.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.