Roberto Pfeil/AP 29.09.2008
Roberto Pfeil/AP 29.09.2008

EUA pedem formalmente extradição de Roman Polanski à Suíça

Cineasta está preso desde 26 de setembro; ele é acusado de manter relações sexuais com uma menor de idade

Efe,

23 de outubro de 2009 | 07h00

A Justiça dos Estados Unidos solicitou formalmente à Suíça a extradição do cineasta Roman Polanski, condenado por ter tido relações sexuais com uma garota de 13 anos em 1977 e detido na Suíça desde 26 de setembro. 

 

Segundo o Ministério da Justiça da Suíça, os EUA apresentaram o pedido de extradição na noite de quinta-feira, 22, e a solicitação foi encaminhada às autoridades de Zurique para uma audiência de extradição. Num comunicado, o Ministério informou que, se o pedido for aprovado, Polanski tem direito a apelar da decisão.

 

O pedido de extradição se baseia em uma ordem de detenção ditada em 1º de fevereiro de 1978 por um tribunal da Califórnia, após Polanski não se apresentar ao juiz apesar de ter se comprometido a isso. Nesse procedimento judicial, o cineasta franco-polonês tinha se declarado culpado de haver mantido relações sexuais com uma menor de idade.

 

A extradição foi pedida para que o tribunal competente possa pronunciar sua pena por esse delito, informaram as autoridades. O cineasta pode enfrentar dois anos de prisão se for extraditado para os Estados Unidos.

 

(com Reuters)

Tudo o que sabemos sobre:
Roman Polanskiextradição

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.