EUA começam a prender piratas dentro dos cinemas

Dois homens foram presos em Los Angeles, Califórnia, acusados de praticar pirataria dentro de salas de cinema. É a primeira ação da polícia com base em uma nova lei que tipifica o crime de copiar filmes da telona para gravadoras digitais, conforme anúncio feito ontem. Os primeiros infratores presos são Min Jae Joun, de 28 anos, surpreendido em flagrante na segunda, copiando A Paixão de Cristo, e Ruben Centeno Moreno, de 34 anos, detido na segunda, vendo The Alamo, novo filme da Disney. A lei "anti-gravadoras" entrou em vigor este ano e prevê prisão de até um ano. Conforme autoridades federais, a pirataria de filmes causa prejuízos de US$ 3 bilhões ao ano.

Agencia Estado,

15 de abril de 2004 | 12h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.