Charles Sykes/Invision/AP
Charles Sykes/Invision/AP

Ethan Hawke será Chet Baker no cinema

Veja cinco interpretações inesquecíveis relacionadas ao mundo da música

Gabriela Korman, Especial para O Estado de S. Paulo

24 de outubro de 2014 | 17h15

Ethan Hawke, famoso pelos filmes Sociedade dos Poetas Mortos (1989), Dia de Treinamento (2001) e a trilogia de Antes do Amanhecer (1995), interpretará o legendário trompetista de jazz Chet Baker em um novo filme que retrata a vida do músico. Born To Be Blue se concentra nos últimos anos da vida de Chet Baker, que, depois de anos de abuso de drogas, retorna ao palcos. O diretor Robert Budreau e Ethan Hawke trabalham juntos no desenvolvimento do projeto que será gravado em Ontario, no Canadá.

Born To Be Blue é o segundo filme biográfico de grandes nomes do jazz a chegar aos cinemas. O primeiro é Kill the Trumpet Player, baseado nos dias em que Miles Davis saiu de seu período de silêncio e acertou com um jornalista da revista Rolling Stone a sua volta à música. O filme conta com Ewan McGregor e Zoe Saldana no elenco e marca a estreia do ator John Cheadle na direção, além de interpretar o próprio Miles.

Filmes biográficos de músicos exigem a união da história de vida de artistas consagrados com uma narrativa cativante, mas, acima de tudo, requerem performances impecáveis. Descubra 5 filmes do gênero com interpretações marcantes:

Ray ( 2004)

Ator: Jamie Foxx

O filme levou 15 anos para ser feito, mas a espera valeu a pena: a performance arrasadora de Jamie Foxx como Ray Charles lhe rendeu o Oscar e alavancou sua carreira. Jamie Foxx aprendeu a tocar piano, e é ele quem toca em todas as cenas. Além disso, usou próteses oculares que o deixavam cego como Ray Charles durante as filmagens. O filme foi um sucesso de bilheteria, arrecadando mais de 120 milhões de dólares. O único ponto negativo do projeto foi a morte de Ray Charles meses antes da estreia.

Piaf - Um Hino ao Amor (2007)

Atriz: Marion Cotillard

Surgida nos cabarés de Paris, Edith Piaf tornou-se um ícone cultural e uma das cantoras mais respeitadas da França. A performance de Marion Cotillard como Piaf desde seu nascimento até sua morte marcou o primeiro Oscar de melhor atriz para um filme em francês. Ela raspou a linha de seu cabelo e suas sobrancelhas para se parecer mais com Piaf.

Johnny e June (2005)

Ator: Joaquin Phoenix

O filme foca nos primeiros anos da carreira de Johnny Cash, e, apesar de existirem diversos atores que poderiam ter interpretado o rei da música country, nenhum o teria feito com tanta competência quanto Joaquin Phoenix. A dupla com Reese Witherspoon como June Carter produziu performances vocais de qualidade. Eles aprenderam a tocar violão e banjo e cantam e tocam em todas as cenas.

Control (2007)

Ator: Sam Riley

O filme, rodado em preto e branco e dirigido pelo lendário fotógrafo Anton Corbijn, detalha a vida turbulenta de Ian Curtis, vocalista da banda inglesa de pós-punk Joy Division. A transformação de Sam Riley em Ian Curtis impressiona por ser sua primeira participação em um filme.

O garoto de Liverpool (2009)

Ator: Aaron Johnson

John Lennon tornou-se uma das figuras mais importantes da música com os Beatlhes, mas antes disso ele era apenas um menino. O filme retrata a adolescência de Lennon e seus primeiros encontros com George Harrison e Paul McCartney. A performance de Aaron Johnson foi tão boa que recebeu elogios de Yoko Ono e Paul McCartney, que, enfim, concordaram em alguma coisa.

Tudo o que sabemos sobre:
CinemaMúsicaEthan Hawke

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.