Estrelas marcam presença no Festival de Cinema de Xangai

O Festival Internacional de Cinema deXangai, o mais jovem e modesto do mundo dentro da classe A,inaugurou no último domingo sua 9.ª edição, em uma festa chinesa com maisestrangeiros do que nunca. Além de conseguir com que o espanhol Volver, de Pedro Almodóvar, feche o festival no dia 25 de junho com a presença do produtor Agustín Almodóvar e da atriz Carmen Maura, a participação no evento deste ano bate todos os recordes."Este festival é genial, as festas são boas para o mundo inteiro,aproximam as pessoas e estimulam melhores intercâmbios culturais",disse a atriz americana Sigourney Weaver."Xangai é magnífica, uma cidade bonita e muito estranha.Futurista, mas muito interessante. É muito excitante representar umfilme aqui", acrescentou Weaver. A atriz Andie McDowell também tem a mesma opinião de Weaver,dizendo que se sente muito sortuda de ir a Xangai. "Estou apaixonadapela cidade. As pessoas são fantásticas". Xangai, que busca se transformar em uma Nova York asiática,também está se consolidando como a nova meca do cinema chinês, comum festival que passou a ser, desde uma reunião bienal para a sétimaarte da China, o único festival internacional de primeira classe doPaís. Se até agora o festival e a cidade se vangloriavam cada vez queconseguiam atrair estrelas como Meryl Streep, Sophia Loren e MorganFreeman, que estiveram em algumas ocasiões anteriores, este ano alista de grandes artistas do cinema internacional é uma vitória paraos organizadores, apoiado também pelo melhor do cinema chinês.Além de Nicole Kidman, que veio à cidade para divulgar a marca Omegade relógios, outras estrelas ocidentais passaram pelo tapetevermelho do festival para sua abertura no Auditório de Xangai. O casal de atores Liam Neeson e Natasha Richardson esteve nacerimônia de abertura para apresentar o filme The White Countess(A Condessa Branca), de James Ivory, ambientada em Xangai dos anos30, na época da ocupação japonesa, e que abriu o festival. O francês Luc Besson é o presidente do júri deste ano, que contatambém com o italiano Gabriele Salvatore e o espanhol ManuelGutiérrez-Aragón. "Eu estive na China há trinta anos, e quase não havia cinema, sóóperas filmadas", disse o diretor espanhol à EFE. A lista de estrelas presentes no festival chinês também inclui orecente ganhador de um Oscar, o diretor Ang Lee, que afirmou queembora seja taiwanês de origem e viver nos Estados Unidos, seucinema faz parte da cultura chinesa.Outras celebridades também estiveram presentes no evento, como oator Jackie Chan (conhecido na China como Chen Long, ou "dragão"Chen).A maturidade do festival chinês se reflete a cada ano, por contarcom uma melhor aceitação internacional. O festival busca seconsolidar como "o irmão menor", mas entre os principais eventos domundo. "Este ano, o presidente do júri do festival de Cannes foi umdiretor chinês (Wang Kar-Wai) e acho que é um bom sinal que emXangai haja um presidente francês", disse Luc Besson, durante umbreve discurso durante a cerimônia de abertura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.