Estrela de "A Vila" é filha de Ron Howard

Bryce Dallas Howard costuma contar uma piada quando alguém sugere que ela só conseguiu o papel de protagonista de A Vila por ser filha do diretor Ron Howard. "Quantos atores são necessários para trocar uma lâmpada? Um para fazer a troca e mais 700 para reclamar que eles podiam ter feito melhor", diz, lembrando o espírito de competição que impera em Hollywood. A ruiva de 23 anos sequer se candidatou para o papel da cega que vive em comunidade isolada, no meio da floresta, em A Vila ? a partir de amanhã dos cinemas brasileiros. Quem a procurou foi o cineasta M. Night Shyamalan depois de vê-la na pele de Rosalind, na peça As You Like It, de Shakespeare, em Nova York. "Quando Shyamalan me escalou, sem ao menos pedir que eu fizesse um teste, perguntei: Você é louco?". Leia, a seguir, os principais trechos da entrevista concedida em Nova York.Seu pai (diretor de "Apollo 13" e "Uma Mente Brilhante"), a encorajou a seguir a carreira de atriz?Não. Pelo contrário. Sempre quis abraçar a profissão, mas tinha medo que ele não aprovasse. Só contei à família quando tinha 17 anos. Eles só me apoiaram ao perceberem que eu não mudaria mesmo de idéia.Não se sentiu insegura ao estrear no cinema mainstream na pele de uma protagonista?Não tive tempo para isso. Fui convidada em maio e começamos a rodar em outubro. Entre uma coisa e outra, eu me dediquei integralmente à preparação. Se Shyamalan resolveu apostar em mim, pensei: Quem sou eu para duvidar? A platéia leva algum tempo para perceber que Ivy, sua personagem, é cega. Isso foi intencional, para fugir dos clichês?Sim. Fiz pesquisa no instituto Lighthouse em Nova York, onde os cegos não são tratados como deficientes. Durante a preparação, passava quase duas horas por dia com venda nos olhos, me adaptando à nova realidade. Além disso, o fato de Ivy morar em vilarejo, longe do caos da cidade grande, permitiu que ela tivesse mais liberdade de movimentos.Você também é a protagonista de "Manderlay" (ao substituir Nicole Kidman nessa segunda parte da trilogia de Lars Von Trier). A reputação do diretor, de enlouquecer suas estrelas, não a assustou?Lars não é pior que os meus colegas de classe da NYU (onde ela fez curso de dramatugia). Acredite!

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.