Estréia novo filme do diretor Sérgio Bianchi

O ponto de partida de Quanto Vale ou É por Quilo?, do novo longa-metragem de Sérgio Bianchi, é um conto de Machado de Assis chamado Pai contra Mãe, publicado em 1906, dois anos antes da morte do escritor. Não se trata de uma adaptação. A história de Machado se passa na época da escravidão. Um dos personagens é um sujeito que vive de capturar escravos fugidos. A outra é Arminda, uma escrava, que escapou e tem a cabeça a prêmio. Cândido - esse é o nome do ´caçador´ - é um pobre-diabo, e precisa de dinheiro para manter o filho, senão ele será entregue a uma casa de caridade. Arminda está grávida. O interesse de Cândido conflita com o de Arminda. Pai contra mãe - esta é a razão do título. No centro da história de Machado de Assis está a constatação de que a estrutura escravocrata gera uma situação de conflito de interesses em que não há solidariedade. Transposta para os dias de hoje, a triste fábula de Machado de Assis pode ser ainda aplicada. Pior ainda, essa solidariedade pode ser instrumentalizada e transformar-se em fonte de rendimento. É a grande acusação que o filme faz às ONGs de direitos humanos. Na ótica de Bianchi, elas lucram com a caridade. Além disso, o filme insinua que muitas ONGs se prestam à lavagem de dinheiro e à corrupção. Enfim, é o pior dos mundos. Vive-se numa sociedade tão injusta que precisa de caridade, só que a caridade se transforma em negócio lucrativo para quem a explora. Pode-se dizer que o filme toma alguns casos particulares e, que quem quiser generalizar, o faz por conta própria. Mas não deixa de ser uma visão pessoal do diretor. Aliás, todo filme autoral (e os de Bianchi são, goste-se ou não deles) expressa uma visão de mundo particular, ao lado de uma concepção do que seja o cinema. Há uma estética e uma ética envolvidas no projeto, em qualquer projeto digno desse nome. Bianchi filma de jeito simples, para dizer o mínimo. Há quem chame seu estilo de desleixado. Enfim, nada elaborado. Deseja discutir idéias e as preocupações formais não estão no seu universo de interesse. É assim nesse novo filme, como foi nos anteriores como A Causa Secreta (também inspirado em Machado de Assis) e Cronicamente Inviável. Quanto Vale ou É por Quilo? (Br/2005, 110 min.). Drama. Dir. Sergio Bianchi. 14 anos. Espaço Unibanco 1 - 15h, 17h10, 19h20, 21h30. HSBC Belas Artes-O. Niemeyer - 14h50, 17h, 19h10, 21h20 (sábado também 23h30). Lumière 1, Sala UOL - 14h, 16h30, 19h, 21h30. Cotação: Regular

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.