Darko Vojinovic/AP
Darko Vojinovic/AP

Estreia de filme de Angelina Jolie tem plateias vazias em Belgrado

Sérvios consideram que longa apresenta uma visão unilateral da Guerra da Bósnia

EFE,

24 de fevereiro de 2012 | 15h56

BELGRADO - Apenas cerca de 40 espectadores assistiram às primeiras exibições em Belgrado do filme In the Land of Blood and Honey, a estreia de Angelina Jolie como diretora, porque muitos sérvios consideram que o filme apresenta uma visão unilateral da Guerra da Bósnia.

O jornal Blic informou nesta sexta-feira que na primeira projeção do filme em um cinema de Belgrado, realizada na quinta à noite, a plateia foi formada por somente 12 pessoas, sendo que três delas saíram da sala antes do fim do longa-metragem.

Em outro cinema da capital, poucas horas depois, cerca de 30 espectadores compareceram à sessão, a metade deles após receber entradas gratuitas. Também nesta exibição, vários saíram da sala.

O filme, que teve sua estreia regional em Sarajevo no último dia 14, com a presença de Angelina Jolie e uma plateia de mais de 5 mil pessoas em uma grande sala de esportes da capital bósnia, é uma história de amor entre um soldado sérvio e uma artista muçulmana que se desenvolve em plena Guerra da Bósnia.

A estrela americana declarou na ocasião que considera "necessário intervir" em conflitos violentos como a guerra retratada, que ocorreu na década de 1990, ou na registrada atualmente na Síria, e declarou que seu filme não tem nada a ver com a política, mas é uma tentativa de despertar a consciência internacional.

Os distribuidores servo-bósnios haviam anunciado que não apresentariam o filme no território por enquanto devido ao pouco interesse do público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.