Mladen ANTONOV / AFP
Mladen ANTONOV / AFP

Estreia de '007 - Sem Tempo para Morrer' integra lista de cancelamentos por causa do coronavírus

Último filme do ator Daniel Craig como James Bond ganhou nova data de estreia; surto do vírus já afetou lançamentos, feiras, desfiles e eventos culturais pelo mundo

Redação, Reuters

04 de março de 2020 | 15h15

A estreia do próximo filme da saga de James Bond, 007 - Sem Tempo para Morrer foi adiada de abril para novembro, anunciaram seus produtores nesta quarta-feira, 4, por conta do crescente medo do surto do novo coronavírus.

O filme será lançado no Reino Unido, em 12 de novembro, e nos Estados Unidos no dia 25 de novembro, com datas para o resto do mundo ainda a serem confirmadas, anunciaram no Twitter. "A MGM, Universal e os produtores Michael G. Wilson e Barbara Broccoli anunciaram hoje que, após cuidadosa consideração e avaliação do mercado mundial de filmes, o lançamento de 'No Time to Die' será adiado para novembro de 2020", informou na conta oficial do Twitter de 007.

Grupos de fãs do famoso espião haviam pedido para que a produção adiasse a chegada do filme aos cinemas. Desde o surgimento do surto, no final do ano, o vírus infectou mais de 93.000 pessoas em todo o mundo e matou mais de 3.200, principalmente na China, e muitos países agora lutam para conter sua propagação.

Este deve ser o último filme do ator Daniel Craig como 007, depois de ter estrelado os quatro filmes anteriores.

Coronavírus na Cultura

Surto do vírus afetou diversas programações culturais como lançamentos, feiras e estreias. Algumas atrações foram canceladas ou adiadas na Europa.

Literatura 

Os organizadores da Feira do Livro de Londres anunciaram que o evento programado para os dias 10, 11 e 12 de março foi cancelado para evitar a disseminação do coronavírus.

Nesta semana o Salão do Livro de Paris também foi cancelado, devido às medidas adotadas pelo governo francês contra o coronavírus. Nesta terça, 3, a Feira do Livro de Leipzig, na Alemanha, também foi cancelada.

Feira do Livro Infantil de Bolonha, que também seria realizada em março, foi adiada para maio. Ela está prevista para ser realizada entre os dias 5 e 7. 

Museu

Museu do Louvre, um dos principais pontos turísticos de Paris, voltou a ficar fechado nesta segunda-feira, 2, pelo segundo dia, porque os funcionários usaram de seu direito de não trabalhar em caso de perigo. Eles votaram unanimamente por não trabalhar.

Artes Visuais

A Art Basel Hong Kong, maior feira do setor na Ásia, teve sua oitava edição cancelada. No ano passado, o evento recebeu 88 mil pessoas e 242 galerias.

Cinema 

Além das 70 mil salas de cinema fechadas na China, lançamentos como Mulan frearam sua divulgação no país.

Gravações em curso também estão paradas. O novo Missão Impossível teve de suspender as filmagens em Veneza. O longa Red Notice, com Gal Gadot, também seria filmado na Itália e agora terá que mudar de país.

Música

Turnês de artistas como Avril Lavigne, Green Day e BTS foram interrompidas. A perda é estimada em U$ 286 milhões.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.