AP
AP

Épico '1917' ganha o Bafta de melhor filme

O filme de guerra dirigido por Sam Mendes foi premiado em sete categorias na Inglaterra

Associated Press, O Estado de S. Paulo

02 de fevereiro de 2020 | 22h02

O épico de guerra 1917  foi o grande vencedor do prêmio da British Academy Film (Bafta), concedido neste domingo (2), ganhando sete das estatuetas, inclusive a de melhor filme e melhor diretor (Sam Mendes), e derrotando filmes de grande popularidade, como Coringa, O Irlandês e Era Uma Vez em Hollywwod. Rodado em tomadas sinuosas que simulam um plano-sequência, 1917 leva o espectador a uma experiência de imersão raras vezes vista no cinema, obrigando-o a seguir os passos dos dois soldados protagonistas numa ofensiva suicida contra o inimigo. O diretor de fotografia Roger Deakins também ganhou um prêmio por seu trabalho.

Joaquin  Phoenix ficou com o prêmio de melhor ator por seu papel em Coringa e Rene Zellwegger ganhou o de melhor atriz por Judy, biografia da cantora e atriz Judy Garland. O Bafta é um bom ter,ômetro para a premiação do Oscar, que será no próximo domingo, dia 9. Phoenix criticou a falta de artistas negros na festa do Bafta (entre os indicados não havia um único ator afrodescendente).

Tudo o que sabemos sobre:
BaftaSam Mendescinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.