Encontrada obra do pintor italiano Caravaggio

Foram presos quatro homens que tentariam vender a tela 'O Beijo de Judas' em Berlim

28 de junho de 2010 | 17h37

Imagem da obra, conhecida como 'O Beijo de Judas' ou 'A Detenção de Cristo'. Foto: EFE

 

BERLIM (AP) - O quadro O Beijo de Judas, do pintor italiano Caravaggio (1571-1610), que havia sido roubado em 2008, foi encontrado nesta segunda, 28, na Alemanha. A obra, conhecida também como A Detenção de Cristo, tinha sido levada há dois anos do Museu de Arte Oriental e da Europa Ocidental de Odessa, na Ucrânia.

 

Quatro homens, três ucranianos e um russo, que tentariam vendê-la em Berlim, foram presos acusados de envolvimento com o furto do quadro pintado por volta de 1602. Outros 20 suspeitos foram detidos na Ucrânia. De acordo com a agência Interfax, a obra poderia ser vendida por cerca de US$ 100 milhões no mercado negro.

 

Acredita-se que os detidos são membros de um grupo internacional de ladrões de arte. A pintura que é avaliada em milhões de dólares foi furtada durante a noite, quando os ladrões entraram no museu e cortaram a tela de sua moldura.

 

Caravaggio, um mestre barroco italiano foi conhecido, entre outras características,  por seu uso dramático da luz e pelo uso de gente comum em cenas religiosas e mitológicas.

Tudo o que sabemos sobre:
Caravaggio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.