Andy Rain/EFE
Andy Rain/EFE

Emma Thompson quer mais papéis para mulheres mais velhas em filmes

Aos 59 anos, a atriz britânica vencedora do Oscar diz que faltam bons papéis para atrizes maduras, mas é preciso ter esperança

Saskia O'Donoghue, Reuters

16 de agosto de 2018 | 22h23

LONDRES - A atriz britânica vencedora do Oscar Emma Thompson, que agora estrela aos 59 anos como uma juíza do Tribunal de Família no drama The Children Act, disse nesta quinta-feira que mulheres mais velhas ainda precisam de mais oportunidades em filmes.

Emma Thompson diz que não irá participar de sequência de 'Simplesmente Amor' 

Conhecida por dramas de época como Retorno a Howard’s End e Razão e Sensibilidade, Thompson interpreta uma juíza que luta com uma decisão legal enquanto precisa lidar com problemas em seu casamento.

No evento de pré-estreia do filme, Thompson disse ter sido atraída pelo papel de uma mulher que ganhou poder em um “bastião muito masculino”.

“Eu nunca vi uma história sobre uma juíza, e eu acho que nosso mundo patriarcal, quando você escuta a palavra juiz, você automaticamente pensa ‘é um homem’”, afirmou Thompson.

Emma e sua divina bruxa

Ela também disse que a falta de bons papéis para mulheres mais velhas em filmes continua sendo um problema.

“Homens não têm qualquer problema com isso”, disse Thompson. “É algo que ainda não mudou corretamente.”

 “Nós estamos vendo alguns novos papéis realmente bons e interessantes, então é preciso ter esperança”, acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
Emma Thompsoncinemamulher

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.