Emma Stone acusa Hollywood de sexismo ao dar a atores homens as falas improvisadas por ela

Emma Stone acusa Hollywood de sexismo ao dar a atores homens as falas improvisadas por ela

‘No passado, quando eu improvisava uma piada, todos riam e ela era entregue para o homem que estrelava o filme comigo’, disse a atriz

O Estado de S.Paulo

22 Dezembro 2016 | 12h09

Estrela da boa e nova safra geração de atores, Emma Stone criticou o sexismo recorrente em Hollywood em uma nova entrevista à revista Rolling Stone norte-americana. De acordo com ela, diretores já tiraram frases improvisadas por ela para dar aos atores homens com quem a atriz dividia os holofotes. 

“Houve momentos, no passado, enquanto fazíamos algum filme, que eu ouvia coisas sobre estar atrapalhando o processo de filmagem ao dar uma opinião ou trazer uma ideia”, disse Emma Stone. 

A  atriz afirma que hesitou em considerar esses casos como atitudes sexistas, mas lembra das vezes nas quais se viu diante de situações delicadas. 

“Em outros momentos, quando eu improvisava, eles riam da minha piada e depois davam-na para o ator que estrelava o filme comigo. Eles davam minha piada para outra pessoa”, disse ela. 

“Às vezes, eu digo algo como: ‘Não sei se essa fala vai funcionar’. E me dizem: ‘Apenas diga. Se não funcionar, a gente corta do filme’’. E eles não cortavam e a frase realmente não funcionava!”

Emma Stone protagoniza La La Land: Cantando Estações, filme visto como um dos favoritos para o Oscar de 2017. O longa-metragem estreia no Brasil em 19 de janeiro. 

Na carreira, a atriz foi indicada ao Oscar pela atuação no filme Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância) e três vezes foi lembrada entre os finalistas para concorrer ao Globo de Ouro.

Ela, inclusive, está entre as indicadas ao Globo de 2017. Veja, abaixo, a lista completa de selecionados pela associação de críticos estrangeiros:  

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.