Em menos de 24h, trailers de 'Mulher Maravilha' e 'Liga da Justiça' somam milhões de visualizações

Em menos de 24h, trailers de 'Mulher Maravilha' e 'Liga da Justiça' somam milhões de visualizações

Primeiros vídeos dos filmes foram lançados na Comic-Con, evento de cultura pop que acontece em San Diego, nos Estados Unidos

O Estado de S.Paulo

24 Julho 2016 | 13h31

Os primeiros trailers oficiais dos filmes "Mulher Maravilha" e "Liga da Justiça" movimentaram o sábado, 23, da Comic-Con, que acontece em San Diego, nos Estados Unidos. As histórias da editora DC Comics vão chegar às telonas em 2017, depois de anos de espera dos fãs de quadrinhos. O evento na cidade da Califórnia é considerado um dos principais de cultura pop no mundo.

Em menos de 24 horas, o trailer da "Mulher Maravilha" já tem mais 7 milhões de visualizações no Youtube. As imagens divulgadas pelos estúdios Warner mostram a personagem Diana Prince, interpretada pela atriz isralense Gal Gadot, em cenas de batalha e representando o poder feminino no mundo dos heróis. A personagem ja havia aparecido em "Batman vs Superman", mas com pouco destaque.

Veja o trailer:

O trailer foi muito bem recebido nas redes sociais, com a maioria dos internautas comemorando uma personagem feminina como protagonista de um filme de super-heróis. A estreia está prevista para 1º de junho de 2017. A direção é de Patty Jenkins, do premiado "Monster: Desejo assassino" e da série "The Killing".

A Warner aproveitou o evento e também lançou o primeiro trailer de "A Liga da Justiça", grupo clássico das histórias em quadrinhos que reúne heróis como Batman, Flash, além da própria Mulher Maravilha. O trailer já soma quase 7 milhões de visualizações também em menos de 24 horas.

O vídeo mostra o Batman, interpretado por Ben Affleck, recrutanto heróis para lutarem contra os vilões. Pela primeira vez, aparecem os novos Aquaman, The Flash e Cyborg. O filme é dirigido por Zack Snyder, de "O Homem de Aço", que trouxe a história do Super-Homem, e de "300". 

Veja o trailer:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.