REUTERS/Mario Anzuoni
REUTERS/Mario Anzuoni

Em estreia online de 'A Guerra do Amanhã', Chris Pratt pede celulares desligados

'Quando você está gastando dinheiro para ir ao cinema, está comprando uma fuga de duas horas do seu celular, e acho que pode se dar isso em casa se for um pouquinho disciplinado', argumentou o ator

Rollo Ross, Reuters

29 de junho de 2021 | 13h43


Enquanto alienígenas planejam destruir o mundo, uma equipe heterogênea de terráqueos viaja ao futuro para detê-los.

Chris Pratt vive um pai jovem que é escalado para a missão em A Guerra do Amanhã, originalmente planejado para ser lançado pela Paramount Pictures nos cinemas, mas que foi vendido à Amazon por 200 milhões de dólares, segundo rumores.

Mas Pratt quer que as plateias o curtam da melhor maneira possível em casa - o que significa desligar os celulares.

"Dê este presente a si mesmo, sinceramente", disse o ator via Zoom. "Quando você está gastando dinheiro para ir ao cinema... está comprando uma fuga de duas horas do seu celular, e acho que pode se dar isso em casa se for um pouquinho disciplinado."

 


Pratt, que interpretou Star-Lord em vários filmes da franquia Vingadores, encarna no novo filme um personagem chamado Dan Forester, que combate alienígenas carnívoros ferozes - e também foi seu produtor-executivo.

"Certamente é um aprendizado, e aprender em um filme desta proporção é intimidante, mas descobri que estava cercado de pessoas boas e que era precisamente a escala e a abrangência deste filme o que me cativou nele."

A Guerra do Amanhã estreia na Amazon em 2 de julho. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.