Em Cannes, corre o boato de que o júri está dividido

Faltando pouco menos de três horas para a cerimônia de premiação do 59.º Festival de Cannes, corre na Croisette o boato de que o júri presidido por Wong Kar-wai rachou ao meio. Metade do júri vota por Pedro Almodóvar e Volver, a outra metade por Sofia Coppola e Marie Antoinette. Volver é umbelo filme de Almodóvar (que a Fox vai distribuir no Brasil), uma históriade fantasmas no sentido figurado, mesmo que lá pelas tantas o espectador fique convencido de que está assistindo a uma história de fantasmas deverdade. É muito melhor do que a Barbie Antoinette de Sofia Coppola, tambémchamada de patricinha de Versalhes. O importante é que, ainda de acordo com os boatos, a divisão dos jurados estaria favorecendo o filme do mexicano Alejandro Gonzalez Iñárritu, Babel, que estaria se firmando como umas soluçãode compromisso aceitável para todo o júri. Dentro de poucas horas saberemosse isso é verdadeiro ou não.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.