Columbia
Columbia

Em 1979, Meryl Streep acusou Dustin Hoffman de assédio

Assessor da atriz, no entanto, afirmou que ela 'perdoou' ator, após pedido de desculpas

Ansa

10 de novembro de 2017 | 12h28

Em uma entrevista dada à revista Times, em 1979, a atriz Meryl Streep acusou Dustin Hoffman de assédio no dia em que se conheceram. Por conta das novas denúncias contra o artista, a matéria voltou à tona nesta semana.

"Ele veio até mim e disse: 'Eu sou Dustin (arrotou) Hoffman' e colocou a mão dele no meu seio. Mas que porco desagradável, eu pensei", contou à publicação à época. Naquele ano, os dois contracenaram no longa Kramer vs Kramer, que recebeu uma série de premiações no Oscar.

** "Não reflete quem eu sou", diz Hoffman sobre acusação de assédio sexual

Em outra entrevista, que foi para a biografia de Streep, ela relatou uma série de brigas com Hoffman em outros momentos da carreira artística dos dois.

No entanto, após a repercussão dessa entrevista à revista, um dos assessores da atriz afirmou ao site E!News que "Dustin se desculpou pela ofensa e Meryl aceitou suas desculpas".

A matéria surge em um momento que uma série de denúncias contra produtores, diretores e atores de Hollywood começaram a surgir em massa nos Estados Unidos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.