'Elis' e 'Jack Reacher: Sem Retorno' estão entre as estreias da semana no cinema

'Elis' e 'Jack Reacher: Sem Retorno' estão entre as estreias da semana no cinema

Veja os trailers dos filmes que entram em cartaz nesta quinta-feira, 24

Luiz Carlos Merten, O Estado de S. Paulo

24 de novembro de 2016 | 10h18

Dois filmes brasileiros autorais – Heitor e Toro, de Edu Felistoque – são lançamentos interessantes e, talvez, importantes nesta quinta-feira, 24. Mas, claro, as maiores atrações são Elis, de Hugo Prata, com Andréia Horta excepcional no papel da cantora que era chamada de ‘Pimentina’, e o novo Jack Reacher, Sem Retorno, com o astro Tom Cruise.

Você vai ouvir um monte de besteira sobre o filme. Desconsidere. Pense somente que o diretor Edward Zwick fez um dos grandes filmes de Hollywood no século – Diamante de Sangue – e que seu cinema é crítico das instituições. Do Exército, principalmente. Nada mais oportuno no Brasil atual, com tanta gente pedindo o retorno dos militares ao poder.

O Ardor

El Ardor, Argentina-Brasil-México-França-EUA/2014, 101 min. Drama. Dir. Pablo Fendrik. Com Gael García Bernal, Alice Braga, Chico Diaz. 

Misto de drama indigenista e aventura exótica, mostra xamã que tenta salvar herdeira sequestrada por matadores de aluguel numa região de fronteira. O diretor Fendrik fez o que não deixa de ser um faroeste latino, tratado a sério e com empenho do elenco de feras. Mas o filme, que demorou a chegar ao circuito, é esquisito, para se dizer o mínimo.

14 anos. Caixa Belas Artes, Frei Caneca – Espaço Itaú, Reserva Cultural.

Elis

Brasil/2016, 115 min. Biografia. Dir. Hugo Prata. Com Andréia Horta, Gustavo Machado, Caco Ciocler, Júlio Andrade.

Elis Regina foi uma cantora tão grande, e uma personalidade tão intensa, controvertida, que só por milagre o diretor Prata conseguiria a unanimidade ao retratá-la. O filme dele, como diz o próprio Prata, é um recorte. Quem não gostar, que faça o seu. A única unanimidade é a atriz Andréia Horta no papel. Ela mimetiza Elis entre as músicas com tanta força que você é capaz de jurar que está cantando. Mas, ops!, a voz é a da Pimentinha. Considerações de gosto pessoal à parte, se há uma coisa que o cinema brasileiro aprende a fazer são biografias. E essa é das boas, das melhores. Júlio Andrade, como Lennie Dale, e Gustavo Machado, como Ronaldo Boscoli, conseguem ser excepcionais, como Andréia.

14 anos. Anália Franco, Boulevard Tatuapé, Bourbon – Espaço Itaú Pompeia, Bristol, Caixa Belas Artes, Center Norte, Central Plaza, Cidade Jardim, Cidade São Paulo, Cinearte, Cinesala, Eldorado, Frei Caneca – Espaço Itaú, Iguatemi, Interlagos, Interlar Aricanduva, Jardim Sul, JK Iguatemi, Kinoplex Itaim, Kinoplex Vila Olímpia, Lar Center, Marabá, Market Place, Metrô Itaquera, Metrô Santa Cruz, Metrô Tucuruvi, Mooca Plaza, Pátio Hig., Pátio Paulista, Plaza Sul, Raposo Shopping, Reserva Cultural, Santana Parque, Shopping D, SP Market, Splendor Paulista, Villa Lobos.

Hector

Brasil/2016, 86 min. Drama. Dir. Edu Felistoque. Com Sergio Cavalcante, Eucir de Souza, Rodrigo Brassoloto.

O fecho da trilogia que o diretor Felistoque começou com Insubordinados, de 2014. Estreia junto com, o episódio intermediário, Toro, do ano passado. Se o primeiro filme viajava na mente de uma garota que acompanhava o pai milico, em coma, esse mostra outra viagem interna – a de um policial que vive o presente fixado nos erros do passado. Insubordinados 2? o primeiro filme era bem interessante, uma estética exigente, autoral, apesar dos (ou favorecida por?) recursos parcos.

16 anos. Caixa Belas Artes. 

Jack Reacher: Sem Retorno

Jack Reacher: Never Go Back, EUA/2016, 118 min. Ação. Dir. Edward Zwick. Com Tom Cruise, Cobie Smulders, Robert Knepper. 

Você, com certeza, vai ver/ouvir um monte de gente falando mal desse filme, mas Jack Reacher é um personagem muito forte de Lee Child. Outro insubordinado – um militar que desistiu do Exército, mas o Exército não desiste dele. Autor de um grande filme pouco valorizado, Diamante de Sangue – um dos maiores de Hollywood nos anos 2000, com a maior interpretação da carreira de Leonardo DiCaprio –, Edward Zwick, de certa forma, refaz seu Coragem Sob Fogo, de 1996. Como Denzel Washington, que naquele filme reabilitava a reputação da oficial Meg Ryan, morta em combate, Cruise, como Reacher, liga-se à major Turner (Cobie Smulders), que descobriu a corrupção de seus superiores e está jurada de morte. O mais incrível é que Cruise não corresponde à descrição física que Child faz de seu herói andarilho – mais de 1,90 m. 113 quilos. Mas ele tem o temperamento, e isso não tem preço. Longa vida a Jack Reacher!

14 anos. DUBLADO: Anália Franco, Boulevard Tatuapé, Bourbon – Espaço Itaú Pompeia, Center Norte, Central Plaza, Interlagos, Interlar Aricanduva, Jardim Sul., Mais Shopping Largo 13, Marabá, Metrô Itaquera, Metrô Tatuapé, Metrô Tucuruvi, Penha, Plaza Sul, Raposo Shopping, Santana Parque, Shopping D, SP Market, Tietê Plaza. LEGENDADO: Anália Franco, Boulevard Tatuapé, Bourbon – Espaço Itaú Pompeia, Bristol, Center Norte, Cidade Jardim, Cidade São Paulo, Eldorado, Frei Caneca – Espaço Itaú, Jardim Sul, JK Iguatemi, Kinoplex Itaim, Kinoplex Vila Olímpia, Market Place, Metrô Santa Cruz, Metrô Tucuruvi, Mooca Plaza, Pátio Paulista, Santana Parque, Villa Lobos.

O Quarto dos Esquecidos

The Disappointments Room, EUA/2016, 92 min. Terror. Dir. D.J. Caruso. Com Kate Beckinsale, Mel Raido, Lucas Till. 

Casal troca a agitação da cidade grande pelo que promete ser uma vida tranquila no interior. Como arquiteta, ela faz a reforma da casa, e descobre quarto que não existe na planta original. E começa o terror. Embora o grande destaque seja Kate Beckinsale, sempre ótima, vale arriscar porque o diretor Caruso já fez coisas legais – Tudo por Dinheiro, com Al Pacino e Matthew McConaughey, o próprio Controle Absoluto, com Shia Labeouf e Michelle Monaghan. Para aumentar seu interesse, Caruso também dirige xXx – O Retorno de Xander Cage, que trará ao Brasil Vin Diesel para a Comic Con Excperience, de 1.º a 4 de dezembro, em São Paulo.

14 anos. DUBLADO: Bourbon – Espaço Itaú Pompeia, Central Plaza, Interlagos, Interlar Aricanduva, Mais Shopping Largo 13, Metrô Itaquera, Metrô Santa Cruz, Metrô Tatuapé, Penha, Shopping D, SP Market, Tietê Plaza. LEGENDADO: Anália Franco, Bourbon – Espaço Itaú Pompeia, Eldorado, Jardim Sul, Metrô Santa Cruz.

Rainha de Katwe

Queen of Katwe, EUA/2016, 124 min. Drama. Dir. Mira Nair. Com Madina Nalwanga, Lupita Nyong'o, David Oyelowo.

Uma típica fábula disneyniana. Garota pobre, de Uganda, supera as limitações de seu entorno e vira campeã mundial de xadrez. Poderia ser animação, mas é live action, e tocada por uma boa diretora, a indiana Mira Nair. Com o elenco certo – Lupita Nyong’o, vencedora do Oscar de coadjuvante por 12 Anos de Escravidão; David Oyelowo, de Selma; e a menina Madina Nalwanga –, a história decola.

Livre. Bourbon – Espaço Itaú Pompeia, Bristol, Frei Caneca – Espaço Itaú, Jardim Sul, JK Iguatemi, Pátio Higienópolis, Villa Lobos. 

Toro

Brasil/2016, 83 min. Drama. Dir. Edu Felistoque. Com Rodrigo Brassoloto, Naruna Costa, Ronaldo Lampi.

O filme intermediário da trilogia do diretor Felistoque – o fecho, Heitor, também estreia nesta quinta, 24. Como os demais, viaja na mente do protagonista, um motorista de táxi atormentado por lembranças de sua vida criminosa. Parece um Taxi Driver nacional. É lançamento pequeno (como Heitor), mas também merece atenção.

16 anos. Caixa Belas Artes. 

Tudo o que sabemos sobre:
Cinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.