"Elektra", feita para matar e arrancar suspiros

Elektra nasceu para lutar, como diz o slogan do filme que estréia hoje nos cinemas, Jennifer Garner nasceu para ser Elektra. E vem treinando duro para isso há anos, ainda que sem intenção, como a própria heroína criada pelo mago dos quadrinhos Frank Miller foi treinada para matar. Para quem não sabe de onde vêm aqueles braços torneados e a boca carnuda, Jennifer é a protagonista da série de TV Alias. Há três anos, ela interpreta a agente Sidney Bristow, da CIA. Notáveis, note-se, são as semelhanças entre os roteiros de Elektra e Alias. Em várias passagens, Elektra se parece muito mais com Sidney Bristow do que com a personagem de Frank Miller. Elektra é disputada pelos dois lados - o Bem e o Mal. Sidney Bristow também. Ela já foi agente dupla, trabalhando para a CIA e a SD-6, uma organização mercenária que arregimenta agentes de elite se fazendo passar pela CIA (sim, é bem confusa a coisa). Neste momento da série, que vai ao ar pelo canal Sony, Sidney tenta descobrir onde esteve nos últimos dois anos. Foi dada como morta, mas o fato é que passou esse período sumida e não se lembra de nada. O que se suspeita é que foi seqüestrada e que trabalhou como assassina de aluguel - profissão de Elektra, veja só. As duas personagens têm ainda problemas com as respectivas mães. A de Elektra foi brutalmente assassinada. A de Sidney foi uma agente infiltrada da KGB, que enganou o pai da moça durante anos para obter informações (ele também é da CIA). Então, aviso: quem é fã da Elektra dos anos 80 pode ficar um pouco irritado. Passado o impacto daquele figurino espetacular e da graciosa figura da protagonista, é inevitável se perguntar o que houve com a Elektra. Assassina implacável, ela apareceu pela primeira vez nas histórias do Demolidor, em 1981. Fez tanto sucesso, que ganhou história própria. É uma mulher fria, perigosa e perturbada. É vilã? Não exatamente - e aí está a magia. Mas nada disso estréia nos cinemas hoje. Elektra agora é paranóica e coração-mole - toma até suplementos vitamínicos. Reluta antes de matar alguém, principalmente se for Goran Visnjic, que faz o médico bonitão da série ER. Para os saudosistas, ainda é possível encontrar raridades desenhadas por Miller em lojas especializadas, como a Devir (11) 3347-5700.

Agencia Estado,

21 de janeiro de 2005 | 15h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.