Efeitos de "O Senhor dos Anéis" são de última geração

A principal qualidade dos efeitosespeciais de O Senhor dos Anéis é a sensação de realidade:tanto os monstros como o ambiente da Terra Média conseguemevitar a aparência de imagens geradas por computador. "Euqueria que os seres parecessem reais nos mínimos detalhes, desdea sujeira sob as unhas de um troll de caverna até os olhosesbugalhados e injetados de Gollum", comentou Peter Jackson,criador da Weta Digital, empresa responsável pelos efeitosespeciais, em entrevista divulgada pela assessoria do filme. A empresa, sediada na Nova Zelândia, reuniu um time deartistas gráficos digitais, técnicos em animação, modelistas,coloristas digitais e compositores e engenheiros de software,entre outros. O primeiro desafio foi a criação da Terra Média,onde se passa a história. Alguns cenários naturais da NovaZelândia foram manipulados para a criação do espaço, sob asupervisão de uma organização governamental ecológica quegarantiu a proteção da fauna e flora do local. "Com a magia digital, pudemos acrescentar pequenas eíngremes montanhas e inserir prédios onde eles não existem",contou Jackson, que percorreu diversos pontos do país,escolhendo locações em meio a uma paisagem primitiva. Para criara vila dos hobbits (humanóides que se parecem com crianças, mascom pés peludos), foram plantados 5 mil metros cúbicos deplantas em oito acres de uma fazenda. O trabalho realmente árduo porém, aconteceu na criação dos assustadores personagens de OSenhor dos Anéis, como Gollum, Barbárvore, Balrog e o olho deSauron. Gollum, o hobbit que se transformou em figura malignadepois de ter contato com o Anel, foi criado a partir dacombinação de animação por computador e uma sofisticadatecnologia para captação de movimentos, utilizando câmeradinâmica de fluidos. Com isso, durante a movimentação de Gollum,é possível perceber a movimentação de seus músculos e ossos. Osartistas gráficos consultaram livros de anatomia para garantir averacidade do que é visto por dentro da pele do monstro. Batalha - Já as cenas de batalha exigiram a criação deum software especial, em que personagens criados inteiramentepor computador têm inteligência artificial individual. Ou seja,cada um dos combatentes "pensa" em cada reação e o golpe a serdesferido. A Weta inovou também ao criar um grandioso arquivo dedados, com cada fotograma de O Senhor dos Anéis guardado emuma biblioteca digital, que pode ser instantaneamente acessada,permitindo uma análise e um confronto de informações de cadaítem que aparece na filmagem. Isso significa que cada elementoda trilogia, por menor que seja, pode ser manipuladodigitalmente, seja a iluminação, os hobbits a cavalo ou aspaisagens. A série foi filmada de uma só vez, em mais de cemlocações na Nova Zelândia, consumindo ainda dois anos depré-produção e outros dois de pós-produção, movimentando umverdadeiro batalhão de artistas: além dos 114 personagens comfalas, 20.602 extras foram usados nos três filmes e, no auge daprodução, havia 2.400 pessoas trabalhando nas equipes técnica ede criação. Mais informações a respeito da produção de O Senhordos Anéis podem ser conseguidas na Internet, no endereçooficial do filme (www.lordoftherings.net), cujo acesso a partirda América Latina já corresponde a 15% entre todos os acessos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.