"É Tudo Verdade" anuncia selecionados brasileiros

A organização do festival de documentários "É Tudo Verdade" anunciou hoje as doze produções selecionadas para a Competição Brasileira de sua sexta edição, que começa em 29 de março e vai até 8 de abril, no Rio e em São Paulo. Para este ano, o evento registrou um número recorde de inscrições nacionais, um total de 192, cerca de 40% a mais que a edição anterior.Depois da boa campanha de seu longa infantil Tainá, uma Aventura na Amazônia, o diretor Sérgio Bloch mostra no festival seu lado de documentarista com o vídeo Olha da Rua, em que explora o universo das pessoas que trabalham nas ruas do Rio de Janeiro. Carlos Cortez, premiado no edição de 1998 por seu retrato de Geraldo Filme, volta com novo documentário sobre outro sambista, Seu Nenê, fundador da paulistana Nenê da Vila Matilde. Joel Pizzini, de Enigma de um Dia, curta-metragem exibido em Veneza, aparece com o média-metragem em preto-e-branco Glauces, Estudo de Um Rosto, ensaio sobre a atriz Glauce Rocha.Paschoal Samora leva ao "É Tudo Verdade" o vídeo Paisagens Invisíveis, de sua premiada série Ao Sul da Paisagem, nascida de uma longa viagem de pesquisa nas fronteiras do País com Paraguai, Argentina e Uruguai. Joel Zito de Araújo concorre com A Negação do Brasil, resultado de sua pesquisa sobre o negro na teledramaturgia brasileira. Renato Barbieri, diretor de Atlântico Negro - Na Rota dos Orixá, aparece com Malagrida, uma biografia do missionário italiano Gabriel Malagrida. Chico Teixeira compete com Carrego Comigo, sobre o universo de irmãos gêmeos.Marcos Enrique Lopes mostra A Composição do Vazio, em que recupera a figura do filósofo e escritor Evaldo Coutinho. Consuelo Lins leva ao "É Tudo Verdade" o vídeo Juliu´s Bar, um curioso estudo sobre o único bar GLS da Baixada Fluminense. Lucas Bambozzi participa com O Fim do Sem Fim, que tem co-direção de Beto Magalhães e Cao Guimarães. Márcia Derraik e Simplício Neto mostram Onde a Coruja Dorme, vídeo centrado no malandro Bezerra da Silva. E, finalmente, Andréa França e Ana Teresa Reynaud apresentam Presente dos Deuses, em que exploram o reflexo das artes na vida de cinco vigilantes do Museu do Paço Imperial e do Espaço Cultural Sérgio Porto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.