Marcos de Paula/AE
Marcos de Paula/AE

'É Proibido Fumar' é o principal vencedor do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

Película de Anna Muylaert levou os prêmios de melhor filme, direção, montagem, roteiro original e trilha sonora

Roberta Pennafort, de O Estado de S.Paulo

08 de junho de 2010 | 23h56

O filme 'É Proibido Fumar', de Anna Muylaert, foi o grande vencedor da 9ª edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, entregue na noite desta terça-feira, 8, no Rio. Saiu vencedor na categoria melhor filme, melhor direção, montagem, roteiro original e trilha sonora.

 

A diretora estava realmente surpresa, principalmente por ter batido grandes sucessos de bilheteria, como 'Se Eu Fosse você 2' e 'Divã'. "Achei que tinha vindo aqui só fazer figuração", confessou Anna, no fim da noite. As atrizes Lília Cabral e Denise Weinberg, e os atores Tony Ramos e Chico Diaz, também foram para casa com seus troféus.

 

A homenagem ao ator e diretor Anselmo Duarte, que morreu há sete meses, aos 89 anos, emocionou a plateia. A atriz Glória Menezes, que trabalhou com ele, abriu seu discurso, escrito por Ignácio de Loyola Brandão, lamentando "por quem não conheceu Anselmo".

 

Os filmes Tempos de Paz, Se Eu Fosse Você 2, À Deriva e A mulher Invisível foram os recordistas em indicações.

 

Tudo o que sabemos sobre:
É Proibido FumarAnna Muylaertcinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.