Warner Bros
Warner Bros

Dwayne Johnson revela paixão por videogame que inspirou filme 'Rampage'

'Eu o jogava no Havaí quando tinha 13 anos', contou

Reuters

12 Abril 2018 | 12h52

Dwayne Johnson nutriu durante décadas uma paixão pela máquina de videogame Rampage, e agora o robusto ator de filmes de ação teve a chance de habitar o mundo de ficção científica traiçoeiro e repleto de monstros em sua adaptação para as telas de cinema.

“Eu o jogava no Havaí quando tinha 13 anos”, contou Dwayne, hoje com 45 anos, à Reuters antes do lançamento de Rampage – Destruição Total nos cinemas.

“Eu costumava cabular aula e ir ao fliperama, era muito precário, e nós jogávamos bilhar e pebolim e depois o videogame Rampage durante horas”, acrescentou Dwayne, que alcançou a fama como lutador profissional com a alcunha “The Rock”.

Rampage, lançado inicialmente como uma máquina de videogame em 1986, conta a história do primatologista David Okoye, interpretado por Dwayne, que se junta a um gorila albino chamado George na tentativa de impedir uma invasão de monstros.

As coisas se complicam depois que George se torna agressivo por ter sido submetido a um experimento misterioso que também afeta um lobo e um crocodilo que ameaçam destruir grande parte dos Estados Unidos.

O filme dirigido por Brad Peyton também é estrelado pela atriz britânica Naomie Harris, a sueco-canadense Malin Akerman e o norte-americano Jeffrey Dean Morgan.

Rampage foi um projeto pessoal de Dwayne, que também foi seu produtor executivo. O ator surpreendeu muitos durante a turnê de divulgação do título revelando que sofreu períodos de depressão na adolescência.

Mas ele disse que não podia deixar sua paixão antiga pelo videogame o impedir de prestar atenção ao que é mais importante no filme.

“Dinheiro não cresce em árvore para ninguém, então também existe uma responsabilidade ali, tínhamos que fazer com que fosse bom. Você quer se divertir, mas também reconhece que existe a pressão de fazer bem feito, especialmente no gênero de filme de monstros”, disse.

Estima-se que a atração renderá cerca de 36,5 milhões de dólares em seu final de semana de estreia nos EUA e no Canadá, de acordo com o site boxoffice.com.

Morgan, de 51 anos, disse que o filme também despertou lembranças de sua infância.

“Esse tipo de coisa foi a razão de eu querer ser ator”, afirmou.

 

Mais conteúdo sobre:
Dwayne Johnson

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.