DVD de <i>Borat</i> é sucesso de vendas no Cazaquistão

O DVD do filme Borat - O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América parece ter estourado do Cazaquistão, o país que é ridicularizado no falso documentário protagonizado pelo humorista britânico Sacha Baron Cohen, informou nesta sexta-feira, 9, o site de vendas Amazon.Os habitantes da república centro-asiática estão comprando maciçamente a premiada fita, que começou a ser comercializada esta semana em DVD e que, em princípio, indignou as autoridades cazaques pela descrição que faz do povo e dos costumes do país."Com a polêmica que o filme causou no mundo todo, parece que agora os habitantes do Cazaquistão estão desesperados para ver do que tudo se tratava. Tanto que estão dispostos a pagar até 505 tenges cazaques para que lhes enviemos o DVD do Reino Unido", disse um porta-voz da Amazon à agência britânica PA.As autoridades do Cazaquistão anunciaram em janeiro que não denunciarão mais Sacha Baron Cohen, o ator britânico que interpreta um excêntrico jornalista cazaque na comédia Borat.Pouco depois da estréia mundial do filme, líderes cazaques ameaçaram processar o comediante por ridicularizar o país e seus habitantes, que são mostrados como racistas, selvagens, anti-semitas, misóginos e incestuosos.No falso documentário, Cohen é um jornalista da televisão cazaque que viaja aos EUA para conhecer "o segredo do sucesso" e "o sonho americano". Além disso, percorre o país de costa a costa em busca de sua grande paixão, a atriz e modelo Pamela Anderson.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.