Dustin Hoffman é homenageado no Oscar francês

O ator americano foi qualificado pela ministra da Cultura francesa como 'um dos maiores atores de nosso tempo'

AP,

27 de fevereiro de 2009 | 18h21

Dustin Hoffman fez um grande esforço para conter as lágrimas ao receber da ministra da Cultura Christine Albanel a comenda de honra da Ordem Nacional de Artes e Letras da França. O ator americano ficou com os olhos cheios d'água e precisou de uns segundos para conseguir falar e brincou: "Quando se chega na minha idade - ele tem 71 anos - a gente chora até com os repórteres do tempo".   Em tom mais sério, Hoffman disse à Associated Press que ao se levantar pela manhã pensou "esse foi o melhor sonho que eu tive". Sua mulher Lisa Gottsegen assistiu à cerimônia.   Christine qualificou Hoffman de "um dos maiores atores de nosso tempo" e destacou seus papéis em filmes como Kramer vs. Kramer, de 1979, e um autista em Rain Man, de 1988. Por ambos trabalhos o ator conquistou dois prêmios Oscar.   "Você tem um poder dramático tal que fica difícil desvinculá-lo dos personagens que encarnou", disse Christine ao artista.   Hoffman afirmou ser fã do cinema francês, particularmente de filmes de diretores da nova onda dos anos 60 e filmes do pós-guerra.   Hoffman receberá outra homenagem na cerimônia de entrega do prêmio Cesar, o Oscar do cinema francês.

Tudo o que sabemos sobre:
cinemaDustin Hoffman

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.