Disney/Via AP
Disney/Via AP

'Dumbo' lidera bilheteria com discretos US$ 45 milhões na América do Norte

Foi a pior estreia entre os remakes em live-action de clássicos da Disney; esperava-se que Dumbo superasse US$ 50 milhões nos três primeiros dias depois da estreia

Redação, Reuters

31 de março de 2019 | 19h12

O filme Dumbo, da Disney, teve uma largada discreta na bilheteria doméstica. O remake em live-action do diretor Tim Burton estreou com US$ 45 milhões em 4.259 cinemas na América do Norte, abaixo das expectativas antes do fim de semana. 

Embora o número tenha sido suficiente para assegurar a liderança na bilheteria doméstica, este foi o pior começo entre os remakes em live-action de clássicos da Disney. Em comparação, a Bela e a Fera, de 2017, estreou com US$ 174 milhões, Mogli, de 2016, abriu com US$ 103 milhões e Cinderela, de 2015, com US$ 67 milhões. 

Antes do fim de semana, esperava-se que Dumbo superasse US$ 50 milhões nos três primeiros dias depois da estreia. Parte do motivo pelo começo discreto é provavelmente porque o desenho Dumbo original estreou 80 anos atrás, fazendo com que o adorável elefante seja um pouco menos relevante do que clássicos como A Bela e a Fera e Mogli, dois grandes sucessos para o estúdio. 

Dumbo teve um orçamento de produção de US$ 170 milhões. O elefante voador terá que repercutir em outros países, caso Dumbo não pegue embalo na bilheteria doméstica. O filme foi lançado na maioria dos territórios internacionais neste fim de semana, coletando US$ 71 milhões, para um começo global de US$ 116 milhões.

Mais conteúdo sobre:
DisneyTim Burtoncinema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.