Divulgação/Warner Bros.
Divulgação/Warner Bros.

Dumbledore vai aparecer ainda adolescente em sequência de 'Animais Fantásticos'

Warner Bros. está buscando atores entre 16 e 18 para viver o icônico personagem de 'Harry Potter' em sua juventude; Jude Law viverá na fase adulta

Pedro Rocha, ESPECIAL PARA O ESTADO

06 de junho de 2017 | 14h51

O estúdio Warner Bros. iniciou esta semana as buscas para encontrar o ator que vai viver a versão adolescentes do personagem Alvo Dumbledore, um dos mais amados da saga Harry Potter, na sequência do filme Animais Fantásticos e Onde Habitam.

De acordo com a Entertainment Weekly, o estúdio vai selecionar cinco jovens atores para o filme, dois deles precisam ter entre 16 e 18 anos e darão vida a Alvo Dumbledore e Gellert Grindelwald.

Os jovens atores, provavelmente, farão cenas de flashback no filme, já que a narrativa principal de Animais Fantásticos e Onde Habitam 2 vai ter Jude Law como Dumbledore e Johnny Depp como Grindelwald, como já havia sido anunciado anteriormente. Depp, inclusive, aparece já ao final do primeiro longa da nova franquia. 

Já havia sido revelado anteriormente que Dumbledore e Grindewald eram amigos nos anos em que estudavam juntos na Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts. A amizade vira disputa quando o segundo resolve seguir pelos caminhos das trevas. 

Nos filmes de Harry Potter, já mais velho, Dumbledore é o diretor de Hogwarts. Nos dois primeiros filmes, o personagem foi vivido por Richard Harris. Com a morte do ator em 2002, Michael Gambon assumiu o papel. 

Os outros três jovens atores que serão selecionados pela Warner Bros. para o novo volume de Animais Fantásticos e Onde Habitam precisam ter entre 13 e 16 anos e irão dar vida aos jovens Newt Scamander e Leta Lestrange, vividos por Eddie Redmayne e Zoë Kravitz  no primeiro filme, além de um novo personagem, Sebastian. 

O próximo filme da nova saga da escritora J.K. Rowling nos cinemas deverá estrear em novembro de 2018.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.