Imagem Filmes
Imagem Filmes

Drauzio Varella aparece em vídeo promocional de ‘Carcereiros - O Filme’

Para médico, que é autor do livro que deu origem ao longa, esse é um lançamento para fãs de ação

Samuel Costa, Especial para 'O Estado'

05 de novembro de 2019 | 18h20

Após o sucesso na TV, Carcereiros chega ao cinema. O longa, assinado por José Eduardo Belmonte (Alemão), invade as telonas no próximo dia 28, depois de ter estreado na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo.  Baseado no livro homônimo de Drauzio Varella, tanto série, quanto o filme acompanham o trabalho dos agentes penitenciários. 

 

Em pílula de divulgação, o médico, que durante 13 anos prestou serviço no Carandiru, afirma que a decisão de falar sobre os agentes penitenciários surgiu de uma inquietação interna após o lançamento do best seller Carandiru (que também foi adaptado para o cinema por Hector Babenco). “A sociedade coloca esses homens lá e parte do princípio que eles são todos meio bandidos também, o que não é verdade. Eu conheci muita gente honesta nesse tipo de trabalho”, diz Varella no vídeo. 

 

Diferentemente da experiência com Babenco, o médico não quis interferir no roteiro do novo filme: “A linguagem literária e cinematográfica são completamente diferentes”, pondera depois de afirmar que criou “bom senso em não se meter” no texto.“Sempre tem uma estranheza, mas eu gosto de ver a outra linguagem que foi utilizada para a história que eu escrevi.”

 

Carcereiros não decepcionou Varella, que garante que para além de um bom drama, ele é um excelente filme de ação. “As cenas que se passam na escuridão do presídio durante a noite são muito interessantes”, pontua. Os efeitos gráficos estão nas mãos de Eduardo Schaal, que também integrou a equipe de 3%, série distópica brasileira da Netflix. “Eu acho que as pessoas podem esperar um filme que vai prender a atenção da primeira à última cena”, garante o médico. 

Assista à pílula:

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.