Dramaturgo foi considerado "louco irremediável"

Em 20 de março de 1770, na antiga cidade de Lauffen (atual Neckar, sul da Alemanha, próxima a Sttutgart), nasceu Johann Christian Friedrich Hölderlin. O filho único de Johanna Christina e Heinrich Friedrich veio ao mundo em berço de prata, entre comodidades e cercado por alguma riqueza - ainda que o destino lhe reservasse alguns tristes solavancos. Com apenas dois anos de idade, Hölderling ficou órfão de pai. Com quatro anos de idade, depois de um sofrível período financeiro, sua mãe se casou com Johann Christoph Gok, prefeito de Nürtingen, cidade vizinha para onde se mudaram. Em 1779 também morreu seu padrasto.Um socorro financeiro do município à viúva Johanna, felizmente, conseguiu manter a família por algum tempo, e em 1784 Hölderlin foi matriculado no primário. Em 1788, ele começou a estudar teologia no seminário, onde teve o primeiro contato com Hegel. Nesse ano também fez sua primeira sociedade de poetas, com Neuffer and Magenau. Em 1791 publicou seus primeiros poemas - quatro no total -, no volume Musenalmanach fürs Jahr 1792. Dois anos depois Hölderlin conheceu o estudante de direito e escritor Isaak von Sinclair. No final desse mesmo ano (1793) Hölderlin se tornou tutor particular, após se graduar, e no ano seguinte teve os primeiros encontros com Schiller e Goethe. Em 1795, após uma viagem à Weimar, começou sua famosa amizade com Sinclair. Continuando com sua atividade como tutor, conseguiu em 1796 emprego na casa da família Gontard, em Frankfurt, e em pouco tempo se apaixonou pela dama da casa, Susette, a quem chamou em suas poesias de "Diotima". Em abril do ano posterior publicou, integralmente, o primeiro volume de Hyperion, e em 1798, após separar-se de Susette, começou a trabalhar em Empédocles e em trabalhos filosóficos, na cidade de Hamburgo. No ano seguinte, o segundo volume de Hyperion foi lançado. Começou, então, a se interessar pela ideologia republicana.Nos anos seguintes fez viagens à França, como escritor e também como tutor, e também viajou bastante dentro da Alemanha. Em 1804 conseguiu, através de Sinclair, trabalho como livreiro da corte. Nesse ano, começou a sofrer distúrbios mentais.No ano seguinte Sinclair foi acusado de atentar contra a vida de um membro do colégio eleitoral de Württembergm e foi preso. Assim, um processo contra outros republicanos de Ludwigsburg é iniciado. Um diagnóstico médico comprovando a insanidade de Hölderlin o previniu de ser preso. Porém, contra sua vontade, foi levado a uma clínica em Tübingen em setembro de 1806. Segundo o próprio amigo Sinclair, que havia sido solto no mesmo ano, sua loucura teria alcançado um nível muito alto. Tentativas de curá-lo não tiveram sucesso, até ser considerado "louco irremediável".Em 1807 Zimmer, um carpinteiro de Tübingen, foi pago pela família do escritor para cuidar dele. A partir de então Hölderlin passou toda segunda metade de sua vida com a família Zimmer, dormindo numa torre adaptada, que até hoje é conhecida como a Torre de Hölderlin. Em 1822 foi publicada outra edição de Hyperion. Quatro anos depois Gustav Schwab e Ludwig Uhland editam 69 poemas de Hölderlin e partes de Empédocles. Morreu em 1843, em Tübingen, no dia 7 de junho.

Agencia Estado,

17 de setembro de 2000 | 01h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.