Drama sobre máfia italiana 'Gomorra' domina premiação européia

O drama sobre a máfia italiana "Gomorra" dominou no sábado o Festival Europeu de Cinema ao ganhar cinco prêmios, incluindo os de melhor filme, melhor diretor e melhor ator. Baseado no livro de Roberto Saviano, que viveu sob proteção policial por dois anos devido a ameaças de morte que recebeu de gângsteres, o filme trata do crime organizado na cidade de Nápoles. O filme também ganhou o Grande Prêmio em Cannes este ano. A Academia de Cinema Europeu, formada por 1.800 mil membros, concedeu a Matteo Garonne o prêmio de melhor diretor por "Gomorra" na cerimônia. Os seis autores de "Gomorra", Maurizio Braucci, Ugo Chiti, Gianni di Gregorio, Massimo Gaudioso, Garrone e Saviano, receberam o prêmio de melhor autor. Toni Servillo ganhou o prêmio de melhor ator pelo papel em "Gomorra" e "Il Divo", em que interpretou o primeiro-ministro italiano Giulio Andreotti. Marco Onorato foi selecionado como melhor diretor de fotografia pelo trabalho em "Gomorra". Os prêmios honorários foram dados à atriz britânica Judi Dench e aos fundadores do movimento cinematográfico Dogma, Soren Kragh-Jacobsen, Kristian Levring, Lars von Trier e Thomas Vinterberg. A Academia de Cinema Europeu foi fundada em 1989 para promover o cinema no velho continente, com o diretor sueco Ingmar Bergman sendo seu primeiro presidente.

GELU SULUGIUC, REUTERS

08 de dezembro de 2007 | 13h16

Tudo o que sabemos sobre:
CINEMAGOMORRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.