Drama no Marrocos abre disputa pelo Leão de Ouro

A história de uma jovem e pobre marroquina e um francês rico e cinqüentão inaugurou hoje a mostra competitiva do Festival de Veneza, que vai até 6 de setembro. Filmado no Marrocos, Raja tem direção do francês Jacques Doillon, o mesmo de A Vingança de uma Mulher e Ponette.O nome do filme é tirado da protagonista, uma marroquina órfã que vira objeto de desejo de um francês rico. Ele a emprega em sua casa e tenta usar o dinheiro para persuadi-la de sua paixão. É um trabalho sutil de Doillon, em particular quando explora barreira lingüística dos personagens - ela não fala francês, ele não sabe árabe. Mas esta produção franco-marroquina não chegou a arrebatar a crítica em Veneza.Na disputa pelo Leão de Ouro, estão ainda filmes do mexicano Alejandro González Iñárritu, o israelense Amos Gitai, o japonês Takeshi Kitano, o português Manoel de Oliveira, o inglês Michael Winterbottom, entre outros nomes do cinema mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.